DSpace

RI UFBA >
Instituto de Psicologia >
Programa de Pós-Graduação em Psicologia (PPGPSI) >
Dissertações de Mestrado (PPGPSI) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/31876

Title: Quem não conhece o YouTube? uma perspectiva participativa das práticas de crianças em plataforma de vídeos online
Authors: Ribeiro, Ana Luísa Fidalgo
???metadata.dc.contributor.advisor???: Lordelo, Lia da Rocha
Keywords: Crianças;YouTube;Metodologias Participativas;Culturas Infantis;Tecnologias Digitais;Psicologia do desenvolvimento
Issue Date: 28-Apr-2020
Abstract: Os enunciados produzidos por adultos em relação ao uso das tecnologias digitais por crianças focalizam suas ameaças latentes, sem uma compreensão mais ampla do fenômeno e deixando de lado o saber dos próprios sujeitos envolvidos. A interação das crianças com as tecnologias de informação e comunicação ainda se mostra como uma área pouco estudada no que diz respeito ao modo como as crianças se apropriam dessas ferramentas. Tendo em vista a palpitante presença do YouTube no cotidiano das crianças, esse se torna um importante campo a ser explorado na busca por uma compreensão mais íntegra das infâncias vigentes e dos contextos de desenvolvimento contemporâneos. Essa pesquisa teve como objetivo conhecer as práticas de produção e consumo de conteúdo no YouTube por crianças de 7 a 12 anos, através da perspectiva das próprias crianças, compreendendo suas percepções sobre essas práticas e as apropriações particulares do uso dessa plataforma pelas culturas infantis. Trata-se de uma investigação participativa, escolha ética que corrobora com a defesa da produção de conhecimento sobre a criança a partir da parceria com as próprias crianças. A coleta de dados foi realizada em duas etapas integradas e com a colaboração transversal de uma criança-investigadora que participou do processo de construção da pesquisa, desde o planejamento e coleta até a análise dos dados. Na primeira etapa participaram 65 crianças, oriundas de uma escola particular e uma escola pública da cidade de Salvador, que responderam individualmente a um questionário aplicado por meio de Tablet. Para a segunda etapa foram selecionadas 8 crianças estudantes dessas escolas, que participaram, individualmente ou em duplas, de entrevistas-conversas e observação participante de atividade relacionada ao YouTube. A análise de dados adotou uma perspectiva qualitativa e contou com o auxílio da criança-investigadora, assegurando a presença do olhar infantil para o fenômeno. Os achados apontam para a importância do YouTube no cotidiano das crianças, apropriado pelas mesmas como ferramenta lúdica, educativa e interativa. As crianças fazem um uso diversificado dessa plataforma – acessam conteúdos heterogêneos e se engajam de forma variada nas possibilidades de participação e interação disponíveis. Foram encontradas diferenças entre as escolas, principalmente em relação a frequência de uso, reconhecimento de riscos e interatividade. A análise da preferência de canais pelas crianças mostrou diferenças de gênero em relação ao conteúdo acessado na plataforma. Foi percebido que a interação com os pares, dentro e fora da rede, é um fator central nas práticas das crianças no YouTube. A produção e postagem de vídeos se apresentou como uma importante prática lúdica contemporânea. Essa pesquisa evidencia as práticas das crianças no YouTube como um importante campo de estudo para a compreensão da infância vigente, indicando caminhos para futuras investigações acerca do tema. Destaca-se a necessidade de realizar investigações acerca do uso de tecnologias de informação e comunicação que incluam crianças em condições socioeconômicas desfavorecidas. Pretende-se com esse estudo contribuir para uma compreensão menos dicotômica acerca dos usos das tecnologias pelas crianças e promover o entendimento das mesmas enquanto atores sociais reflexivos e competentes, que devem ser incluídas na produção de conhecimento.
Statements used by adults regarding the use of digital technologies for children focus on their latent threats, without a deeper understanding of the phenomenon and leaving aside the knowledge of the subjects themselves. Children’s interaction with both information and communication technologies is still a poorly studied regarding how children come to master these tools. Given YouTube throbbing presence in children’s daily lives, this becomes an important field to explore in order to fully understand current childhoods and contemporary developmental contexts. This research aimed to know the practices of both content production and consumption by children from seven to twelve years old, through children's perspective, understanding their perceptions of these practices and the particular appropriations of the use of this platform by children's cultures. It was a participatory research, which corroborates the defense of knowledge production about children, based on partnership with children themselves. Data collection was performed in two integrated phases and with a transversal collaboration of a child researcher, who participated in the research construction, from planning and collection to data analysis. In the first stage, 65 children from a private and a public school, both in the city of Salvador, individually answered a questionnaire applied by tablet. In the second stage, eight children from the previous group were selected, and participated, individually or in pairs, in conversational interviews and participatory observations of YouTube-related activity. Data analysis adopted a qualitative perspective and counted with the help of the child-researcher, ensuring the presence of the child´s perspective look on the phenomenon. The findings point to the importance of YouTube in children’s daily lives, appropriated by them as a playful, educational and interactive tool. Children make a diverse use of this platform – they access heterogeneous content and engage in various ways in the possibilities of participation and interaction available. Differences were found between schools, especially regarding frequency of use, risk recognition and interactivity. Analysis of children’s preferences showed gender differences in relation to content accessed on the platform. Interaction with peers on and off the net has been found to be a central factor in children’s YouTube practices. The production and posting of videos was presented as an important contemporary playful practice. This research highlights the practices of children on YouTube as an important field of study for understanding current childhood, indicating ways for future investigation on the topic. The need to conduct research on the use of information and communication technologies that include children in socioeconomic disadvantage is also highlighted. This study aimed to contribute to a less dichotomous understanding of the uses of technologies by children as reflective and competent social actors, which should be included in the production of knowledge.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/31876
ISSN: Dissertação
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGPSI)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
dissertação.pdf2.1 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA