DSpace

RI UFBA >
Instituto de Geociências >
Programa de Pós-Graduação em Geografia (POSGEO) >
Dissertações de Mestrado (POSGEO) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/31762

Title: Territorialização da agroecologia na Bahia : uma análise a partir do assentamento Dois Riachões (Movimento Ceta) e da rede de agroecologia Povos da Mata (2015-2018)
Authors: Farran, Khalil Santos
???metadata.dc.contributor.advisor???: Pertile, Noeli
???metadata.dc.contributor.advisor-co???: Prieto, Gustavo Francisco Teixeira
Keywords: Campesinato;Resistência/recriação camponesa;Terra e território;Territorialização;Agroecologia;Peasantry;Resistance/reestablishmen;Land and territory;Territorialization;Agroecology
Issue Date: 6-Apr-2020
Abstract: O objetivo desta pesquisa foi estudar a territorialização da agroecologia na Bahia, a partir da experiência de transição agroecológica desenvolvida pelo Assentamento Dois Riachões do Movimento CETA e a estratégia de recriação camponesa com a Rede de Agroecologia Povos da Mata. Partimos do pressuposto teórico de que a Questão Agrária no capitalismo é assentada no desenvolvimento desigual, combinado e contraditório. Organizada em três capítulos, o estudo buscou elementos que se somam à justificativa de que a agroecologia é um processo de construção classista, desenvolvido pelos modos de vida como dos camponeses e de tantos outros, frente aos problemas gerados pela territorialização do capitalismo no campo, em especial, das grandes corporações de agroquímicos. Investigamos a capacidade de resistência/recriação da classe camponesa a partir do desenvolvimento de estratégias políticas e econômicas, ante as adversidades impostas pela monopolização do território camponês pelo capital. Este é o caso do Assentamento Dois Riachões e sua busca por autonomia com a criação da Rede de Agroecologia Povos da Mata.
The aim of this research was studying the territorialization of agroecology in the state of Bahia, based on the agroecological transition experience developed by CETA Movement's Dois Riachões Settlement and the strategy of recreating peasant culture among the Povos da Mata Agroecological Network. We started from the theoretical assumption that the Agrarian Question in capitalism is based on the uneven, combined and contradictory development. Organized in three chapters, the study searched for elements that add to the justification that agroecology is a class-building process,developed by the lifestyle of peasants and many others, facing the problems generated by the territorialization of capitalism in the countryside, especially agrochemical corporations. We investigated the capacity of resistance/reestablishment of the peasantry class from the development of political and economical strategies, in face of the adversities imposed by the monopolization of peasant territory by capital. This is the case of the Two Riachões Settlement and its quest for autonomy with the creation of the Povos da Mata Agroecology Network.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/31762
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (POSGEO)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação_Khalil Santos Farran.pdf4.64 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA