DSpace

RI UFBA >
Escola de Belas Artes >
Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais (PPGAV ) >
Dissertações de Mestrado (PPGAV ) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/31697

Title: Decoração e Gênero: A construção histórica de um lugar feminino a partir dos periódicos do século XX no Brasil.
Authors: Alves, Aline Kedma Araujo
???metadata.dc.contributor.advisor???: Factum, Ana Beatriz Simon
Keywords: Decoração;Gênero;Revistas femininas;1920;Brasil
Issue Date: 27-Mar-2020
Abstract: A decoração de interiores é considerada como atividade feminina devido a processos históricos de continuidade à noção de mulheres enquanto pertencentes aos ambientes privados e domésticos. Mesmo com a incorporação dos conceitos do design ao longo do tempo, o seu exercício ainda é visto como feminino. Neste trabalho investiga-se os processos que historicamente levaram a decoração para este lugar a partir da análise de artigos que tratam sobre decoração nas revistas femininas brasileiras entre 1920 e 1930, com o objetivo de demonstrar as relações entre decoração e gênero. Apoia-se na perspectiva foucaultiana que considera importante analisar o passado para entender o presente, portanto o lócus da casa burguesa do início do século no Brasil se apresenta como pertinente para observar tanto a decoração enquanto tema relevante para a sociedade em plena modernização, quanto o papel da mulher dentro da casa. A partir da categorização que define as artes decorativas como artes menores, estuda-se como esta nomenclatura contribuiu para o estigma da decoração como inferior. Pensa-se estas relações não só através dos fundamentos teóricos das artes, mas também através dos estudos de gênero e a história da construção do próprio sujeito mulher no período estudado, na tentativa de desnaturalizar os assuntos entendidos como intrínsecos às mulheres. Esta é uma discussão urgente, uma vez que a naturalização da decoração enquanto lugar de mulher aparece frequentemente como questão dada e imutável contando com poucos trabalhos na área do design. Aporta-se no uso de procedimentos metodológicos da História, tendo as revistas como fontes documentais desta pesquisa. Para análise do seu conteúdo aplicou-se o método da análise de conteúdo proposto por Laurence Bardin (2016), em três artigos específicos da Revista Feminina (1914-1936). Como conclusão, constata-se a relação historicamente construída entre decoração e feminilidade, ou seja, a materialidade dos interiores domésticos associados à imagem feminina divulgadas pelas revistas atuaram como reforçadores de estereótipos de gênero, bem como reprodutores dos discursos dominantes, da cultura dominante e permanecem refletidos até hoje na sociedade, sendo visível na profissão da decoração.
Interior decoration is considered as a feminine activity due to the historical processes of continuity to the notion of women belonging to private and domestic environments. Even with the incorporation of design concepts over time, its exercise is still seen as feminine. In this work we investigate the processes that have historically led the decoration to this place from the analysis of articles dealing with decoration in Brazilian women's magazines between 1920-1930, with the aim of demonstrating the relationship between decoration and gender. It is based on the Foucauldian perspective that it is important to analyze the past to understand the present, so the locus of the bourgeois house of the beginning of the century in Brazil presents itself as pertinent to observe both the decoration as a relevant theme for the society in full modernization, role of the woman inside the house. From the categorization of the arts that define the decorative arts as minor arts, it is studied how this nomenclature contributed to the stigma of decoration as inferior. These relations are thought not only through the theoretical foundations of the arts, but also through gender studies and the history of the construction of the female subject itself in the period studied,in an attempt to denature the subjects understood as intrinsic to women. This is an urgent discussion, since the naturalization of decoration as a woman's place often appears as a given and immutable issue with few works in the area of design. It contributes to the use of methodological procedures in History, the journals as documentary sources of this research and to analyze its content was applied the method of Content Analysis proposed by Laurence Bardin (2016) in three specific articles of the Women Magazine (1914-1936). As a conclusion, the relationship historically constructed between decoration and femininity, that is, the materiality of the domestic interiors associated with the feminine image published by the magazines, have acted as reinforcers of gender stereotypes, as well as reproducers of the dominant discourses, of the dominant culture and remain reflected until today in the society, being visible in the profession of decoration.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/31697
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGAV )

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO - ALINE KEDMA v.24 out. 2019.pdf7.88 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA