DSpace

RI UFBA >
Escola de Medicina Veterinária e Zootecnia >
Programa de Pós-Graduação em Zootecnia (PPGZOO) >
Dissertações de Mestrado (PPGZOO) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/30935

Title: Comportamento ingestivo e metabólitos sanguíneo em cordeiros submetidos a dietas com silagem de milheto amonizada
Authors: Rodrigues, Thomaz Cyro Guimarães de Carvalho
???metadata.dc.contributor.advisor???: Santos, Edson Mauro
???metadata.dc.contributor.advisor-co???: Carvalho, Gleidson Giordano Pinto de
Keywords: Aditivo;Alimentação;Metabolisimo;Ócio;Ovinos - Alimentação;Ruminação
Issue Date: 14-Nov-2019
Abstract: Objetivou-se avaliar os efeitos da ureia com aditivo na ensilagem de milheto sobre o comportamento ingestivo e o perfil metabólico, proteico, energético de cordeiros terminados em confinamento. Foram utilizados trinta e dois cordeiros sem padrão racial definido, machos, não-castrados, com peso corporal inicial médio de 17,39 ± 2,16 kg (média ± desvio padrão), distribuídos em blocos casualizados em função do peso, sendo quatro tratamentos e oito repetições. O período experimental foi de 62 dias, com 10 dias de adaptação. A relação volumoso:concentrado foi de 74:26 e as dietas foram compostas de silagem de milheto amonizada com ureia (0, 2, 4 e 6%) na matéria seca e concentrado contendo grão de milho moído, farelo de soja e mistura mineral. Foram realizadas duas observações durante 24 horas, utilizando-se dez minutos de intervalo. Não houve efeito da dieta sobre os níveis de consumo, porém, houve efeito (P>0,05) para alimentação em min/dia, min por quilograma de matéria seca, minutos por kg de fibra e sobre a mastigação em minutos por kg de MS. Os níveis crescentes de ureia influenciaram a eficiência de alimentação, que teve efeito linear (P <0,05) sobre gms/ hora e g de fdn/ hora, porém, não afetou a eficiência de ruminação (P> 0,05). As dietas experimentais afetaram (P< 0,05) o número de períodos de alimentação e ócio, bem como, os consumos médios de MS e FDn por período. Para os metabólitos sanguíneos, não houve efeito (P>0,05) da dieta sobre o perfil proteico (níveis séricos de proteínas totais, albumina, globulina e relação albumina:globulina), todavia, causaram efeito quadrático (P<0,05) sobre os níveis séricos de ureia. Sobre o perfil energético (colesterol e triglicerídeos) e atividade enzimática (ALT, AST e GGT), não houve efeito (P>0,05) dos níveis de ureia. A amonização de silagens de milheto com ureia em 0, 2, 4 e 6% altera o padrão de comportamento ingestivo de cordeiros em confinamento, mas não promove mudanças nos parâmetros sanguíneos.
The objective was to evaluate the effects of urea as an additive in millet silage on feeding behavior and metabolic profile, protein, energy lambs finished in feedlot. Thirty-two lambs without racial pattern were used defined, males, bulls, with initial body weight of 17.39 ± 2.16 kg (mean ± standard deviation), distributed in randomized blocks depending on the weight, four treatments and eight repetitions. The experiment lasted 62 days with 10 days of adaptation. The roughage: concentrate ratio of 74:26 and diets were composed of millet silage ammoniated with urea (0, 2, 4 and 6%) in the dry matter and concentrate containing ground corn grain, soybean meal and mineral mixture. Two observations were performed for 24 hours using a ten minute interval. There was no effect of diet on the levels of consumption, however, was no effect (P> 0.05) for feeding in min / day min per kg of dry matter per kg fiber minutes, and mastication in minutes per kg MS. Increasing levels of urea influenced power efficiency, which had linear effect (P <0.05) on gms / hour eg fdn / hour, however, did not affect the rumination efficiency (P> 0.05). The experimental diets affected (P <0.05) the number of power and idle periods as well, the average intake of DM and NDF per period. For blood metabolites, there was no effect (P> 0.05) of diet on the protein profile (serum total protein, albumin, globulin and albumin: globulin), however, caused a quadratic effect (P <0.05) on serum urea. On the energy profile (cholesterol and triglycerides) and enzymatic activity (ALT, AST and GGT), there was no effect (P> 0.05) of urea levels. Ammoniation of millet silage with urea at 0, 2, 4 and 6% alters the pattern of feeding behavior of feedlot lambs, but no effects on blood parameters.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/30935
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGZOO)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Thomaz Cyro Guimaraes - 29-09-2015.pdf710 kBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA