DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Direito >
Mestrado Profissional em Segurança Pública >
Dissertações de Mestrado (Segurança Pública) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/30297

Title: Uso da força física por policiais militares no controle, enfrentamento e prevenção do crime: Um estudo na cidade de Serrinha
Authors: Fagundes, Jose Alisson Oliveira
???metadata.dc.contributor.advisor???: Hirsch, Fábio Periandro de Almeida
Keywords: Segurança Pública;Formação policial militar;Uso da força física;Polícia Militar da Bahia;Public Security;Military Police of Bahia;Use of physical force;Military police training
Issue Date: 9-Aug-2019
Abstract: Este estudo teve como objetivo principal analisar o uso da força física empregada pelos policiais militares no controle, enfrentamento e prevenção do crime na Cidade de Serrinha-BA. Como objetivos especificos buscou-se investigar em quais circunstâncias o policial militar emprega a força física no exercício da função; verificar a relação entre o grau de qualificação profissional e a prática do uso excessivo da força, e, averiguar o número de policiais que respondem ou já responderam a processos por terem empregado a força física nas intervenções funcionais. A amostra contou com 90 policiais, sendo do sexo masculino (N=71); e do sexo feminino (N=14), com idades entre 25 a 50 anos (M=36,6 DP=7,15) e tempo de serviço de 1 a 14 anos. Os dados foram analisados através do pacote estatístico o Statistical Package for the Social Sciences (SPSS 20). Foram feitas análises estatísticas descritivas, correlacionais e análises de diferença entre duas condições, além de análises estatísticas descritivas (média, desvio padrão, mínimo e máximo, erro padrão e intervalo de confiança de 95%), para descrição dos resultados. Averiguou-se que as circunstâncias favoráveis ao uso da força física são os casos de resistência e/ou desobediência, bem como nos casos de desacato à ordem policial. A relação entre a falta de qualificação profissional e uso excessivo da força não foi estatisticamente significativa, mas, ao contrário, verificou-se que quanto mais bem qualificado, mais analítico é o policial durante a ação e emprego do uso da força. Identificou-se que 15% dos policiais de Serrinha já responderam ou respondem a processos ao longo da carreira. Espera-se que este estudo possa servir de contribuição em propostas de intervenções sociopolíticas em relação à prática do uso da força e da prática de violência dentro das corporações policiais, no sentido de orientar comportamentos desmedidos dos agentes militares.
This study had as main objective to analyze the use of the physical force used by the military policemen in the control, confrontation and crime prevention in the City of Serrinha-BA. As specific objectives, it was sought to investigate in which circumstances the military police officer uses physical force in the exercise of the function; To verify the relationship between the degree of professional qualification and the practice of excessive use of force, and to investigate the number of police officers who respond or have already responded to cases because they used physical force in functional interventions. The sample had 90 policemen, being male (N = 71); And female (N = 14), aged between 25 and 50 years old (M = 36.6 DP = 7.15), and service time from 1 to 14 years. The data were analyzed through the statistical package Statistical Package for the Social Sciences (SPSS 20). Descriptive statistical analyzes, correlation analysis and analysis of difference between two conditions, as well as statistical descriptive analysis (mean, standard deviation, minimum and maximum, standard error and 95% confidence interval) were made for descriptions of the results. It was found that the circumstances favorable to the use of physical force are the cases of resistance and / or disobedience, as well as in cases of contempt of the police order. The relationship between the lack of professional qualification and excessive use of force was not statistically significant, but, on the contrary, it was found that the better qualified, the more analytical the police are during the action and the use of force. It was identified that 15% of Serrinha's police officers have responded or respond to cases throughout their careers. It is hoped that this study may serve as a contribution to proposals for socio-political interventions in relation to the practice of using force and practicing violence within police corporations, in order to guide excessive behavior of military agents.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/30297
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (Segurança Pública)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
USO DA FORÇA FÍSICA POR POLICIAIS MILITARES NO CONTROLE - José Alisson.pdf3.34 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA