DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Ciências Contábeis >
Programa de Pós-graduação em Ciências Contábeis >
Dissertações de Mestrado (PPGCONT) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/29877

Title: Impacto da convergência às normas internacionais de contabilidade sobre o prêmio de risco em equity nas companhias listadas na BM&FBOVESPA
Authors: Gonçalves, Diego Emanoel Sousa
???metadata.dc.contributor.advisor???: Tiryaki, Gisele Ferreira
Keywords: Informações Contábeis;Custo de capital próprio;Prêmio de risco em equity;CAPM;Normas Internacionais;Riscos Idiossincráticos;Contabilidade
Issue Date: 18-Jun-2019
Abstract: A adoção completa das normas internacionais de contabilidade (IFRS) pelas empresas brasileiras, a partir do ano de 2010, objetivou uma melhor evidenciação das informações contábeis. Esta iniciativa tem o potencial de reduzir a assimetria informacional, diminuindo o custo na captação de recursos e, conseqüentemente, resultando em um menor prêmio de risco em equity das empresas. A presente pesquisa buscou verificar o impacto da convergência às IFRS sobre o prêmio de risco em equity nas companhias listadas na BM&FBOVESPA. Para alcançar este objetivo, foi realizado um estudo empírico que estimou o prêmio de risco em equity das empresas listadas na BM&FBOVESPA no período de 2004 a 2015, a partir de um modelo “adaptado” ao CAPM, ao qual foram incluídas variáveis de riscos idiossincráticos. Os dados da pesquisa foram dispostos em painel e foi realizada uma análise das estatísticas descritivas das variáveis que compõem o modelo proposto para estimação do prêmio de risco em equity das empresas pesquisadas, estruturadas em três períodos; o período completo da pesquisa (2007-2015), o período pré-convergência às IFRS (2007-2009) e o período pós-convergência às IFRS (2010-2015). Após a realização dessas etapas, verificou-se uma redução de 101,64% na média do prêmio de risco em equity das empresas pesquisadas no período pós-convergência às IFRS, em comparação a média do período pré-convergência. De forma adicional, observou-se que o coeficiente de correlação entre a proxy do custo de capital e a variável IFRS revelou uma associação negativa entre as mesmas, o que demonstra que o custo de capital está inversamente relacionado a adoção das IFRS. Tais achados alinham-se com trabalhos anteriores que também verificaram uma redução no prêmio de risco em equity das empresas após a adoção das IFRS. Além disso, os resultados da pesquisa confirmam a melhoria do conteúdo informacional das informações contábeis divulgadas pelas companhias listadas na BM&FBOVESPA após a adoção das IFRS, mais uma vez alinhando-se com trabalhos anteriores. Diante desse cenário, aceita-se a hipótese da pesquisa de que “ocorreu uma redução do prêmio de risco em equity das companhias listadas na BM&FBOVESPA após a convergência as normas internacionais de contabilidade”. Com relação à análise das variáveis de riscos idiossincráticos verificou-se que as mesmas não apresentaram significância estatística para explicar o prêmio de risco em equity das empresas da amostra. Tal resultado refuta achados científicos de que a inclusão de tais fatores de risco no CAPM, proporciona estimativas mais precisas do custo de capital numa amostra de empresas não financeiras cotadas e domiciliadas no mercado europeu no ano de 2013. Verificou-se também que os American Depositary Receipt (ADR) não se mostraram significativos para explicar o comportamento do prêmio de risco em equity das empresas da amostra. Essa observação alinha-se a resultados obtidos na literatura brasileira que já advertiam para tal fenômeno. De forma complementar, os achados desse trabalho refutam os resultados de trabalhos que não observaram evidências de melhora no conteúdo informacional e redução do custo de capital das empresas de capital aberto nos períodos de adoção parcial e obrigatória de IFRS no Brasil.
The full adoption of international accounting standards (IFRS) by Brazilian companies, as of 2010, aimed at better disclosure of accounting information. This initiative has the potential to reduce informational asymmetry, reducing the cost of raising funds and, consequently, resulting in a lower equity risk premium for companies. The present research sought to verify the impact of convergence to IFRS on the equity risk premium in the companies listed on BM & FBOVESPA. To achieve this objective, an empirical study was carried out that estimated the equity risk premium of the companies listed on the BM & FBOVESPA from 2004 to 2015, based on a model "adapted" to the CAPM, to which idiosyncratic risk variables were included. The data of the research were arranged in panel and an analysis of the descriptive statistics of the variables that compose the proposed model for estimation of the cost of capital of the researched companies, structured in three periods; the full period of the survey (2007-2015), the pre-convergence period to IFRS (2007-2009) and the post-convergence period to IFRS (2010-2015). After these steps, there was a 101.64% reduction in the average equity risk premium of the companies surveyed in the post-convergence period to IFRS, compared to the pre-convergence period average. In addition, it was observed that the correlation coefficient between the capital cost proxy and the IFRS variable showed a negative association between them, which shows that the cost of capital is inversely related to the adoption of IFRS. These findings are in line with previous work that also found a reduction in the equity risk premium of companies after the adoption of IFRS. In addition, the research results confirm the improvement of the informational content of the accounting information disclosed by the companies listed on the BM & FBOVESPA after the adoption of IFRS, again aligning with previous work. Given this scenario, the hypothesis is accepted that "there was a reduction in the equity risk premium of listed companies on BM & FBOVESPA after convergence of international accounting standards". Regarding the analysis of idiosyncratic risk variables, it was verified that they did not present statistical significance to explain the equity risk premium of the companies in the sample. Such a result refutes scientific findings that the inclusion of such risk factors in the CAPM provides more accurate estimates of the cost of capital in a sample of listed non-financial corporations domiciled in the European market in the year 2013. It was also found that the American Depositary Receipt (ADR) were not significant to explain the behavior of the Cost of Own Capital of the companies in the sample. This observation is in line with results obtained in the Brazilian literature that already warned for such phenomenon. In a complementary way, the results of this study refute the results of studies that did not observe evidence of improvement in the information content and reduction of the cost of capital of publicly traded companies in the periods of partial and mandatory adoption of IFRS in Brazil.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/29877
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGCONT)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Diego Emanoel - Dissertação - Repositório.pdf1.83 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA