DSpace

RI UFBA >
Instituto de Ciências da Saúde - ICS >
Programa de Pós-graduação em Biotecnologia (PPGBiotec) >
Dissertações de Mestrado - (PPGBiotec) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/29783

Title: Ocorrência e distribuição da nosemose em apiários do estado da Bahia
Authors: Lage, Vivian Marina Gomes Barbosa
???metadata.dc.contributor.advisor???: Lima, Suzana Telles da Cunha
???metadata.dc.contributor.advisor-co???: Barbosa, Cristiane de Jesus
Keywords: Abelhas;apicultura;nosemose;parasita;colapso das colônias
Issue Date: 5-Jun-2019
Abstract: A nosemose é considerada uma das doenças mais importantes entre as abelhas, sendo ocasionada por fungos microsporídios do gênero Nosema spp. A doença é citada como um dos fatores relacionados ao Distúrbio do Colapso das Colônias (DCC), caracterizado pela morte precoce de populações de abelhas. A nosemose pode ser ocasionada por Nosema apis ou N. ceranae, sendo esta última relatada como a mais prevalente no mundo e no Brasil. Entretanto, pouco se sabe sobre sua ocorrência e distribuição no estado da Bahia. O objetivo deste estudo foi identificar a ocorrência e distribuição dos parasitas N. apis e N. ceranae em abelhas Apis mellifera L. coletadas em apiários no estado da Bahia, Brasil. Foram analisadas 154 amostras de abelhas coletadas em 20 apiários de seis regiões apícolas do Estado. As colmeias amostradas foram avaliadas quanto aos sintomas e sinais da doença, no período de dezembro de 2015 a julho de 2018, porém não foi observado nenhum sintoma. O diagnóstico molecular foi realizado via reação em cadeia da polimerase (PCR). Do total de 154 amostras analisadas, 96 estavam infectadas por N. ceranae e a espécie N. apis não foi detectada. O patógeno N. ceranae foi encontrado em amostras de todas as seis regiões avaliadas. Este resultado é coerente com outros trabalhos já publicados, nos quais N. ceranae vem sendo encontrado em alta frequência e N. apis é pouco relatado. A ausência de sintomas frente a um alto nível de infecção é discutida neste trabalho.
Nosema is considered one of the most important diseases among bees, caused by microsporidia fungi of the genus Nosema spp. The disease is cited as one of the factors related to Colony Collapse Disorder (DCC), characterized by the early death of bee populations. Nosema disease may be caused by Nosema apis or N. ceranae, the latter being reported as the most prevalent in the world and in Brazil. However, little is known about occurrence and distribution in the State of Bahia. The aim of this study was to identify the occurrence and distribution of parasites N. apis and N. ceranae in Apis mellifera L. bees collected in apiaries of Bahia, Brazil. 154 samples of bees collected in 20 apiaries of six bee regions of the State were analyzed. The hives were followed regarding the symptoms and signs of the disease, from December 2015 to July 2018, however no apparent symptom was found. The molecular diagnosis was carried out via polymerase chain reaction (PCR). From 154 samples analyzed, 96 were infected by N. ceranae and N. apis species was not detected. N. ceranae pathogen was found in samples from all six regions evaluated. This result is consistent with others already published, in which N. ceranae has been found in high frequency and N. apis is almost not reported. The absence of symptoms regardless the high level of infection is discussed in this article. Keywords: Bees, beekeeping, Nosema, parasite, collapse of colonies.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/29783
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - (PPGBiotec)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação Final - Vivian Lage.pdf2.15 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA