DSpace

RI UFBA >
Instituto de Ciências da Saúde - ICS >
Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia Rede Nordeste (Renorbio) >
Teses de Doutorado (Renorbio) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/29516

Title: Produção de formulações para combater a expansão da vassoura-de-bruxa e outras atividades biológicas de compostos extraídos do pericarpo de Garcinia Mangostana L.
Authors: Silva, Ronaldo Carvalho da
???metadata.dc.contributor.advisor???: Pungartnik, Cristina
Keywords: Moniliophthora perniciosa;xantonas;alfa-mangostão
Issue Date: 16-May-2019
Abstract: Garcinia mangostana L., conhecida popularmente como mangostão pertence à família Clusiaceae, para esta espécie foram descritas diversas atividades biológicas como: ação antioxidante, anti-inflamatória, antineoplásica, antibacteriana e antifúngica, dentre outras. O presente trabalho teve como objetivo produzir formulações com ação contra a vassoura-de-bruxa causada pelo fungo Moniliophthora perniciosa, utilizando compostos antifúngicos extraídos do pericarpo (casca) do mangostão (Garcinia mangostana L.). O primeiro capítulo aborda a prospecção tecnológica da temática com base na revisão das patentes e comparação com o número de artigos publicados no mesmo período; o objetivo foi saber se a tecnologia estudada estava em crescimento ou declínio cuja conclusão apontou que o objeto representa um salto inovador para produção de antifúngicos e antioxidantes. O segundo capítulo mostra como o componente ativo (α-mangostão) foi isolado do pericarpo de G mangostana. Os métodos utilizados para caracterização e os ensaios biológicos foram apresentados mostrando que o α-mangostão (α-mangostin) isolado foi tão eficiente quanto o padrão (Sigma®) no combate ao M. perniciosa (Biótipo C), causador de Vassoura-de-bruxa na cultura do cacau. O terceiro capítulo mostra a eficiência inibitória do α-mangostão sobre o crescimento do M. perniciosa (Biótipo S) que causa sérios prejuízos as plantas da família Solanaceae. O quarto capítulo apresenta uma patente depositada no INPI sob o número BR1020160255392 que descreve uma formulação com ação contra o M. perniciosa. O quinto capítulo mostra a ação antioxidante e de proteção do DNA α-mangostão e o sexto capítulo apresenta uma patente depositada no INPI sob o número BR102016008157-2 que descreve a ação antioxidante e de proteção do DNA. A conclusão da Tese foi que o pericarpo de G. mangostana possui compostos capazes de inibir o crescimento de M. perniciosa e a incorporação destes compostos a micelas não potencializou o efeito antifúng
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/29516
Appears in Collections:Teses de Doutorado (Renorbio)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Tese de Doutorado_Ronaldo Carvalho.pdf3.93 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA