DSpace

RI UFBA >
Instituto de Ciências da Saúde - ICS >
Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia Rede Nordeste (Renorbio) >
Teses de Doutorado (Renorbio) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/29501

Title: Avaliação da terapia fotodinâmica associando o laser vermelho a solução fenotiazínica sobre melanoma murino b16f10
Authors: Santos, Gustavo Miranda Pires
???metadata.dc.contributor.advisor???: Pinheiro, Antônio Luiz Barbosa
Keywords: Câncer;Terapia Fotodinâmica;Laser;Autofagia
Issue Date: 14-May-2019
Abstract: Este estudo trata-se da avaliação da terapia fotodinâmica associando uma solução fenotiazinica ao Laser vermelho (λ=660ηm) contra células de melanoma B16F10. Para tanto, foram realizadas três etapas: prospecção; avaliação da terapia fotodinâmica contra melanoma; avaliação da terapia fotodinâmica contra macrófagos infectados e não infectados. Deste modo foi possível demonstrar que a maior parte das patentes depositadas sobre o tema utilizam porfirinas como fotossensibilizador, que o maior depositante de patentes nesta área são os Estados Unidos da América e que as cincos maiores instituições depositantes são empresas privadas. Já na segunda fase do estudo foi demonstrada a capacidade da terapia fotodinâmica, associando uma solução fenotiazinica ao Laser vermelho (λ=660ηm), em aumentar a produção de ROS intracelular, bem como a produção massiva de autofagia, além de reduzir a proliferação de células de melanoma B16F10. Por último, a fim de avaliar a seletividade da terapia fotodinâmica, associando uma solução fenotiazinica ao Laser vermelho (λ=660ηm), foram usados macrófagos infectados e não infectados. Esta ultima etapa demonstrou-se que a terapia fotodinâmica, associando uma solução fenotiazinica ao Laser vermelho (λ=660ηm), reduz o número de patógenos intracelulares sem reduzir o número de macrófagos, este fato está associado à indução de um maior ‘burst’ oxidativo nos macrófagos que resulta na eliminação de patógenos. Enquanto, em macrófagos não infectados a terapia fotodinâmica, associando uma solução fenotiazinica ao Laser vermelho (λ=660ηm), não produziu o aumento de ROS. Assim foi possível concluir que a terapia fotodinâmica foi seletiva sendo capaz de causar alterações ultraestruturais e reduzir a proliferação de células de melanoma B16F10, mas incapaz de produzir o mesmo efeito em macrófagos, infectados ou não.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/29501
Appears in Collections:Teses de Doutorado (Renorbio)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Tese de Doutorado_Gustavo Pires.pdf7.42 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA