DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (FFCH) >
Programa de Pos Graduacao em Museologia (PPGMUSEU) >
Dissertações de Mestrado (PPGMUSEU) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/28826

Title: Um patrimônio em movimento: os carrinhos de café nas ruas de Salvador
Authors: Fróes, Eduardo de Araújo
???metadata.dc.contributor.advisor???: Teixeira, Maria das Graças de Souza
Keywords: Vendedores de Cafezinho;Carrinho de Café;Cultura Popular;Patrimônio Cultural;Musealização;Coffee Salesmen;Coffee Little Cars;Popular Culture;Cultural Patrimony;Musealisation
Issue Date: 14-Mar-2019
Abstract: O comércio informal de rua da cidade do Salvador, Bahia, Brasil, possui uma peculiaridade que expressa um elemento representativo da cultura popular soteropolitana, a comercialização ambulante de café em carrinhos alegóricos que simulam caminhões e mini trios elétricos. A pesquisa propiciou a interpretação de uma dada realidade social referente aos Vendedores de Cafezinho e seus carrinhos de café, compreendidos como objetos portadores de valores de um patrimônio adjetivado, portanto, indentitário e simbólico da cultura e do cotidiano da capital baiana. Esses sujeitos sociais transformaram a atividade laboral em um produto genuíno da imaginação criativa a partir da necessidade de sobrevivência, agregando valores simbólicos que estimulam o despertar de vários olhares, inclusive o da problematização e reflexão da Museologia no momento em que quatro carrinhos de café são ressignificados no espaço museal, inserindo-os também no processo de reconhecimento do seu caráter de patrimônio. O estudo se estruturou a partir de três vertentes: a trajetória histórica da atividade do vendedor ambulante de cafezinho nas ruas de Salvador e a inventividade dos seus instrumentos de trabalho; a apropriação desses instrumentos de trabalho por outros olhares e o relacionamento com as pessoas que os experienciam nas ruas; e, por fim, o carrinho de café enquanto objeto musealizado pelo Museu Afro Brasil e suas ressignificações. Analisar o modo de fazer dos Vendedores de Cafezinho de Salvador e a sua representatividade de bem cultural contribui para o fortalecimento da cultura popular da Bahia e para a visibilidade de anônimo(a)s criativo(a)s que influenciaram o cenário urbano de uma cidade e imprimiram uma marca que demanda valorização e reconhecimento, pois cada vendedor que circula com seus carrinhos de café é portador de um conjunto de valores, saberes, escolhas e formas de viver. A pesquisa promove uma prática museal conectada com a importância de instaurar um campo museológico contemporâneo e interdisciplinar apto a dialogar o social com o patrimonial, preconizando ações que não privilegiam apenas o objeto museológico, mas também o local de manifestação desses objetos e a sua relação com o humano, consolidando-se no campo epistemológico das Ciências Sociais.
The street informal trade of Salvador city, Bahia State, Brazil, have a peculiarity that express one representative element of local popular culture that is the coffee ambulant trade with allegoric little cars that simulate trucks and mini “trios elétricos”. The search allowed the interpretation of one special social reality, that of the Little Coffee Salesmen and their coffee little cars. These little cars are understood as objects that carry on the values of a qualified thus identity and symbolic patrimony of Bahia capital culture and quotidian. These social subjects changed the work activity in one genuine product of creative imagination from the survival necessity. They aggregate symbolic values that stimulate the awakening of various glances including the Museology render problematic and reflexion when four coffee little cars are received and signify again in the Museum space what also insert them in the process of their patrimony character recognition. The study was structured from three versants: the historic trajectory of coffee chairman activity in Salvador streets and the inventiveness of his work instrument; the appropriation of this work instrument by other glances and the relationship with people that experiment them in the streets; and at last the coffee little car as an object received in the Museu Afro Brasil and their new signifies. To analyses the way the Salvador Little Coffee Salesmen use and their representation as a cultural good concurs to Bahia popular culture enforcement and for the visibility of creative anonymous people that changed the urban scenery of one city and printed a stamp that call for valorization and recognition. Each salesman that circulate with his coffee little car has a combined of values, knowledge, choices and ways of life. The search promotes one museum practice linked with the importance of to establish a contemporary and inter-discipline museum field able to make the dialog between the social and the patrimonial. It preconizes actions that not privilege only the object of museum but also the manifestation space where they were and its relation with human being, for to consolidate it in Social Sciences epistemological field.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/28826
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGMUSEU)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
dissertacao_eduardo_froes (repositorio).pdf13.39 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA