DSpace

RI UFBA >
Instituto de Letras >
Pós-Graduação em Literatura e Cultura (PPGLITCULT) >
Dissertações de Mestrado (PPGLITCULT) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/28694

Title: “CADA HOMEM É UMA RAÇA”?: QUESTÕES RACIAIS E A CONSTRUÇÃO DA MODERNIDADE MOÇAMBICANA EM NARRATIVAS CURTAS DE MIA COUTO
Authors: Sousa, Lívia Maria Costa
???metadata.dc.contributor.advisor???: Ribeiro, Maria de Fátima Maia
Keywords: Couto, Mia, 1955-;Relações raciais em narrativas curtas de Mia Couto;Literatura moçambicana em português;Tradições e modernidades;Narrativas curtas moçambicanas;Contos africanos
Issue Date: 21-Feb-2019
Abstract: A presente dissertação tem por objetivo identificar e analisar o tratamento reservado a questões raciais em narrativas curtas do escritor moçambicano Mia Couto – que integram todas as suas obras de contos e crônicas publicadas até o momento –, bem como textos de opinião e de entrevistas dispersos deste autor, avaliando complexidades e relações com os projetos estético e ético que ancoram e permeiam os textos, em direção a processos de construção de uma modernidade moçambicana. Este trabalho examina aspectos expressivos do projeto literário de Mia Couto, destacando a singularidade que caracteriza o seu fazer literário. Por sua vez, o texto assume o desafio de que não é possível ignorar, na exegese proposta, a figura desse escritor branco, de descendência portuguesa, portanto, um sujeito que adentra nesse debate com marcas distintivas que socialmente o privilegiam, mas nascido e, política e culturalmente, identificado com Moçambique, a ponto de produzir uma obra moçambicana. Ademais, analisam-se as imbricações entre tradições e modernidades nas narrativas selecionadas, sobremodo na figura de personagens velhos(as), percebidos como metonímias da ancestralidade, em suas marcações raciais e relações de parentesco e com o entorno, observando e discutindo, inclusive, o status que isso lhes confere. Por fim, discutem-se figuras, situações e modos por que se processam os variados cenários culturais e cotidianos de Moçambique, trazidos à cena como metonímia das complexidades que compõem essa nação, com o foco nas tensas relações (inter-)raciais.
The present dissertation has as its objective identify and analyze the treatment given to racial issues in short narratives by the Mozambican writer Mia Couto – that integrates all his short Stories and chronicles published until now -, as well as texts of opinion and interviews dispersed by the mentioned author, evaluating complexities and connections with the aesthetic and ethical projects that anchor and permeate the texts, in direction to construction projects of a Mozambican modernity. This work examines expressive aspects of Mia Couto’s literary Project, highlighting the singularity that characterizes his way of doing literature. For its part, the text assumes the challenge that it is not possible to ignore, in the proposed exegeses, the image of this white writer, of Portuguese offspring, therefore, a man who enters this debate with distinctive traits that socially privilege him, though born in, and political and culturally, identified with Mozambique, as to produce such an indisputably Mozambican work. Furthermore, we analyze the imbrication between traditions and modernities in the selected narratives, overly on the image of old characters, seen as metonymy of the ancestry, in his racism remarks and kinship with the surroundings, observing and discussing, including, the status that it gives them. Finally, we discuss the roles, situations and ways why different cultural and Mozambican daily life scenarios are processed, brought to the scene as metonymy of the complexities that compose that Nation, focusing on the (inter-)racial tight relations.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/28694
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGLITCULT)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO COMPLETA FINAL_PÓS-DEFESA.pdf1.57 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA