DSpace

RI UFBA >
Instituto Multidisciplinar em Saúde (IMS) >
Colegiados de graduação >
Ciências Biológicas (CI_BIO_IMS) >
Trabalhos de Conclusão de Curso – TCC (CI_BIO_IMS) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/28301

Title: Influência do enriquecimento ambiental no manejo de Ara ararauna (Linnaeus, 1758) para a reintrodução a natureza
Authors: França, Adriele Maria Machado de
???metadata.dc.contributor.advisor???: Fraga, Ricardo Evangelista
Keywords: Enriquecimento ambienta;Animais silvestres;Cativeiro
Issue Date: 4-Jan-2019
Abstract: A espécie Ara ararauna pertence a ordem Psittaciformes, e é muito acometida pelo tráfico de animais silvestres. Os animais quando resgatados são encaminhados para centros de triagem de animais silvestres, que têm como um dos objetivos, quando possível, realizar projetos de reintrodução destes animais. Para que tenham uma melhor capacidade de retorno, os animais necessitam apresentar comportamentos naturais, muitas vezes perdidos durante o período em que o mesmo viveu em cativeiro. Dessa forma o enriquecimento ambiental torna-se uma ferramenta importante para permitir que esses animais antes da realização da reintrodução voltem a apresentar comportamentos que irão contribuir com a sua readaptação na natureza. Desta forma o presente estudo teve como objetivo avaliar os efeitos do enriquecimento ambiental em um grupo de Ara ararauna mantidas em cativeiro no Centro de Triagem de Animais Silvestres. Para tanto, um grupo de 10 indivíduos foi marcado para avaliação dos seus comportamentos, através do método animal focal. Foram realizado duas etapas, o pré-enriquecimento (PE) e o enriquecimento (E) com 10 dias cada, através de um esforço amostral de 40 horas de observações. Ao comparar o período de pré-enriquecimento com o enriquecimento foi observado um aumento das categorias de exploração, manutenção e interação social. Apresentando média e desvio padrão para Exploração (PE: 822.0 ±0.1767, E: 1.601 ±0.1809), para Manutenção (PE: 1.102 e ±0.2342, E 1482 ±0,2119) e Interação social (PE: 298,5 e ±0.2796, E: 595.5 ±0.1944). Quando comparado às categorias de repouso e movimentos estereotipados no pré-enriquecimento e no enriquecimento foi observado uma diminuição, apresentando média e desvio padrão para Repouso (PE: 3.022 ±0.2559, E: 1.775 ± 0.1995) e Movimento estereotipados (PE: 250.0 ±0.2195, E: 0.01 ±0.3908). Este estudo demonstrou a importância do enriquecimento ambiental tanto na diminuição de movimentos indesejáveis, como no aumento de comportamentos identificados como naturais para a espécie, podendo auxiliar numa possível reintrodução desses animais.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/28301
Appears in Collections:Trabalhos de Conclusão de Curso – TCC (CI_BIO_IMS)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TCC França, A.M.M..pdf1.9 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA