DSpace

RI UFBA >
Instituto de Geociências >
Trabalhos de Conclusão de Curso – TCC (OCEANOGRAFIA) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/27703

Title: A influência da estrutura oceanográfica na dispersão do ictioplâncton na Baía de Todos os Santos, Bahia
Authors: Pereira, Xenna Santos
???metadata.dc.contributor.advisor???: Mafalda Júnior, Paulo de Oliveira
Keywords: Ictioplâncton;Estuário;Massas d'água
Issue Date: 15-Oct-2018
Abstract: O presente trabalho teve como objetivo analisar a influência da pluviosidade e da estrutura oceanográfica sobre a dispersão do ictioplâncton no perfil Baía de Todos os Santos. As coletas foram realizadas mensalmente em 4 estações de amostragem durante a estofa de maré enchente, entre o período de maio/2012 e abril/2013. O ictioplâncton foi coletado utilizando-se rede cilindrico-cônica, malha 200 μm, em arrastos horizontais de subsuperfície e os dados da estrutura oceanográfica (temperatura e salinidade) foram obtidos utilizando CTD. A concentração de material particulado em suspensão (MPS),foi estabelecida a partir da conversão da turbidez medida pelo CTD. Vinte e sete taxa foram identificados, sendo Sparidae, Gobiidae e Engraulidae as famílias mais abundantes. A assembléia ictioplanctônica não apresentou variabilidade espacial para nenhuma das variáveis investigadas, apesar do comprovado gradiente oceanográfico espacial, gerado pela temperatura, salinidade e MPS. As maiores densidades de ovos de peixes, larvas de peixes e biovolume de zooplâncton, foram observadas no período chuvoso, enquanto que, os maiores valores de riqueza, equitatividade e diversidade foram registrados no período seco. Oito taxa foram considerados característicos da área de estudo: Achirus lineatus, Blenniidae, Chlroroscombrus chrysurus, Gobiidae, Lycengraulis grossidens, Haemulidae, Oligoplites sp. e Sparidae. Os taxa de larvas de peixes demersais foram os mais abundantes. As espécies de larvas de peixes Achirus lineatus, Chloroscombrus chrysurus e Lycengraulis grossidens, e os ovos de Clupeidae, Perciformes e Pleuronectiformes estiveram associados à massa de Água Tropical. Enquanto que apenas os ovos da família Engraulidae e as larvas da família Gobiidae foram vinculados a massa de Água Costeira. A família Myctophidae foi registrada pela primeira vez na região e constituiu uma espécie indicadora do transporte de larvas de peixes mesopelágicos da área oceânica adjacente para o interior da BTS. Através da análise multivariada de ordenação verificou-se que os ovos e larvas dos taxa característicos estiveram associadas a Água Tropical, demonstrando a dispersão do ictioplâncton, da entrada da Baía de Todos os Santos parta o interior do estuário do Paraguaçu.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/27703
Appears in Collections:Trabalhos de Conclusão de Curso – TCC (OCEANOGRAFIA)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Monografia_Xenna_Pereira.pdf1.03 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA