DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Educação >
Programa de Pós-Graduação em Ensino, Filosofia e História das Ciências (PPGEFHC) >
Teses de Doutorado (PPGEFHC) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/27599

Title: Conceitos de substância atribuídos por licenciandos em química: uma análise histórico-cultural
Authors: Bellas, Renata Rosa Dotto
???metadata.dc.contributor.advisor???: Silva, José Luis de Paula Barros
Keywords: Conceito de Substância;Ensino de Química;Aprendizagem;Psicologia Histórico-Cultural
Issue Date: 3-Oct-2018
Abstract: A concepção de que, na sociedade contemporânea, o desenvolvimento humano requer o domínio de conhecimentos científicos, demanda uma reflexão sobre quais conteúdos são necessários para uma formação coerente com tal finalidade e sobre o papel da escola e da universidade no desenvolvimento da consciência através da socialização dos saberes clássicos/conceitos científicos. O conceito de substância tem um papel fundamental na Química, já que este se refere à composição dos materiais, que é uma ideia estruturadora do pensamento químico. Entretanto, pesquisas da área de Ensino de Química apontam uma série de problemas associados ao ensino e à aprendizagem deste conceito. O presente trabalho se insere na linha de investigação qualitativa cujo objetivo é compreender como estudantes de graduação conceituam substância química e empregam este conceito na resolução de problemas químicos. Entendemos que o conhecimento acerca da natureza do conceito poderá contribuir na construção do significado químico de substância. Neste sentido, para tratar da natureza do conceito apresentamos em nosso referencial teórico as contribuições de Vigotski a partir da Psicologia Histórico-Cultural, as contribuições filosóficas por Hardy-Vallée e as contribuições da História da Ciência para o esclarecimento dos conceitos científicos. O estudo foi realizado na Universidade do Estado da Bahia, situada na cidade de Salvador, tendo como sujeitos da pesquisa discentes do curso de Licenciatura em Química. Para a coleta dos dados, foram utilizados um questionário aberto e uma entrevista semiestruturada, onde atuamos como observadora participante. A análise do processo como um todo revelou que o conceito de substância aparece em diferentes momentos da graduação, embora as abordagens nos componentes curriculares não explicitem claramente o seu significado. A ausência de discussão e de exercícios que possibilitem o emprego do conceito não favoreceu a aprendizagem dos estudantes, conduzindo a critérios conceituais impróprios e obscuros; dificuldades na aplicação de critérios para classificação de um objeto como substância; sistema conceitual restrito, com relações conceituais pouco claras; conceituação espontânea. As dificuldades dos estudantes em conceituar substância quimicamente e justificar o seu uso apontam a necessidade de uma abordagem de ensino que favoreça a compreensão de seu real significado.
The conception that, in contemporary society, human development requires the mastery of scientific knowledge, demands a reflection on what contents are necessary for a coherent formation for this purpose and on the role of the school and the university in the development of the consciousness through the socialization of classical knowledge / scientific concepts. The concept of substance has a fundamental role in chemistry, since it refers to the composition of materials, which is a structuring idea of chemical thought. However, researches in the area of Chemistry Teaching point to a series of problems associated with the teaching and learning of this concept. The present work is part of the qualitative research line whose objective is to understand how undergraduate students conceptualize chemical substance and use this concept in solving chemical problems. We understand that knowledge about the nature of the concept may contribute to the construction of the chemical meaning of substance. In this sense, to discuss the nature of the concept, we present in our theoretical reference the contributions of Vigotski from Historical-Cultural Psychology, the philosophical contributions by Hardy-Vallée and the contributions of the History of Science to the clarification of scientific concepts. The study was carried out at the State University of Bahia, located in the city of Salvador, with undergraduate students studying chemistry as research subjects. To collect the data, an open questionnaire and a semi-structured interview were used, where we act as participant observer. The analysis of the whole process revealed that the concept of substance appears at different moments of graduation, although the approaches in the curricular components do not clearly explain its meaning. The absence of discussion and exercises that make possible the use of the concept did not favor students' learning, leading to inappropriate and obscure conceptual criteria; difficulties in applying criteria for classification of an object as substance; restricted conceptual system, with unclear conceptual relationships; spontaneous conceptualization. The difficulties of students to conceptualize substance chemically and justify its use point to the need for a teaching approach that favors the understanding of its real meaning.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/27599
Appears in Collections:Teses de Doutorado (PPGEFHC)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TESE DOUTORADO_CONCEITOS DE SUBSTÂNCIA ATRIBUÍDOS POR LICENCIANDOS EM QUÍMICA-UMA ANÁLISE HISTÓRICO-CULTURAL.pdf3.02 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA