DSpace

RI UFBA >
Escola de Dança >
Programa de Pós-Graduação em Dança (PPGDANCA) >
Dissertações de Mestrado (PPGDANCA) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/27527

Title: Maracatu nação: códigos barrocos no corpo que dança
Authors: Conrado, Margarete de Souza
???metadata.dc.contributor.advisor???: Domenici, Eloisa Leite
Keywords: Dança;Maracatu Nação;Corpo;Mestiçagem;Barroco;Dance;Body;Metisságe;Baroque
Issue Date: 26-Sep-2018
Abstract: Esta dissertação estuda o Maracatu Nação de Pernambuco, uma dança em forma de cortejo que tem cerca de dois séculos de existência. São estudados três dos grupos mais antigos do Recife: O Maracatu Nação Elefante, o Leão Coroado, e o Estrela Brilhante. O pressuposto é o de que essa dança-cortejo materializa o trânsito do corpo com o espaço urbano e a memória da cidade, intercomunicando diferentes sistemas, tais como a religião católica, o candomblé, a arquitetura barroca e a história colonial. O diálogo se manifesta muitas vezes como contraponto, no qual a dança é uma forma de resistência cultural às modificações do espaço urbano e à perda da memória dos antepassados. Ao levar para as ruas um cortejo real que, da cintura para cima mantém a postura ereta das cortes, mas que nos quadris e pés estremece ao som do batuque dos tambores, as comunidades de Maracatu elegem sua realeza, prestando homenagem aos orixás, aos santos católicos e aos seus mortos. Nos figurinos amplos e rebuscados e na movimentação corporal de giros e ziguezagues, os códigos da dança lembram as curvas e dobras da estética barroca. Assim, os códigos barrocos corporificam a tensão que se estabelece com as linhas de desenvolvimento das cidades, subvertendo os valores ocidentais e dissolvendo dualismos tais como central e periférico, tradicional e moderno, sagrado e profano, entre outros.
This dissertation studies the Maracatu Nação of Pernambuco, a dance in form of street procession that has about two centuries of existence. Three of the oldest groups of Maracatu from the city of Recife are studied: The Maracatu Nação Elefante, the Leão Coroado, and the Estrela Brilhante. The main hypothesis is that this dance embodies the transit of the body with the urban space and the memory of the city, intercommunicating different systems, such as catholic religion, candomblé, the baroque architecture and colonial history. The dialogue manifest many times as counterpoint, the dance is a form of cultural resistance to the modifications of the urban space and to the loss of the memory of the past history and of the ancestors. When they go though the streets with one procession that presents characters of a king and queen’s court, showing an erect posture as well as shaking hips and feet, the communities of Maracatu choose its royalty, giving homage to their orixás, their catholic saints and its ancestors. In their huge and detailed clothes, their body movements with turns and zigzags, the codes of the dance remember the curves and folds of aesthetic the baroque one. Thus, the baroque codes of this dance embodies the tension in respect to the guidelines of development of the cities, dissolving dualisms such as central and peripheral, traditional and modern, sacred and profane.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/27527
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGDANCA)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação Margarete.pdf23.51 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA