DSpace

RI UFBA >
Escola de Teatro >
Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas (PPGAC) >
Dissertações de Mestrado (PPGAC) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/27157

Title: Oficina/intervenção Teia: percurso cartográfico de um processo somático-performativo
Authors: Salvador, Lenine Guevara Oliveira e
???metadata.dc.contributor.advisor???: Fernandes, Ciane
Keywords: Conexão;Corpo;Literalização;Cartografia Somático-performativo;Presença;Ausência;Efeito;Encontro;Conection;Body;Literalization;Cartography Somatic-performative;Presence;Absence;Effect;Encount
Issue Date: 30-Aug-2018
Abstract: Essa dissertação é uma proposta de percurso e mapeamento das matérias artísticas e intelectuais que compuseram a criação (concepção, presença, e formação) da oficina/intervenção Teia. Essa criação aconteceu diferentemente em cada experiência, através das características subjetivas e coletivas em cada grupo que a compôs. A abordagem que guiou essa pesquisa possuiu três linhas, em que a estrutura escrita emergiu da imagem conceptiva da oficina/intervenção Teia, em conexão à proposta do procedimento de literalização da relação conceitual entre a teia e a aranha. Essa invenção teórico-prática foi engendrada através da conexão entre duas abordagens epistemológicas: a Pesquisa Somático-Performativa e a cartografia, em que a imagem da pele foi a superfície de contato entre ambas as abordagens. Esse modo de proceder apoiou a observação sobre a presença em estados de desestabilização e distanciamento com valores de oposição e reverberou em autores contemporâneos na área de teatro e de dança em interstício com a performance, compondo o campo no qual a oficina/intervenção Teia está inserida. Especificamente, foi possível a observação de dois processos criativos distintos em minha trajetória que refletiram em diferentes modos de criação da presença contidos nesta criação: o primeiro foi influenciado por uma presença que é criada através da ênfase na mediação material e o segundo por uma presença em suspensão do self, ondulando entre produção de presença e ausência. Dessa maneira, a experiência criativa foi enfocada na conexão entre cada grupo, um efeito potencializado pelo elástico branco: o material mediador entre os corpos dos agentes que participaram, formando-se assim, um corpo coletivo. Considero entremeios, uma tessitura que conseguiu identificar o “módus artítico” com o qual operei essa criação, refletidos no acompanhamento de um percurso dissertativo, composto por intercessores que desestabilizaram a divisão entre formação, criação e pesquisa dentro e fora da Academia.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/27157
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGAC)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
dissertação final completa.pdf7.79 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA