DSpace

RI UFBA >
Instituto de Saúde Coletiva - ISC >
Teses de Doutorado (ISC) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/26997

Title: Práticas de cuidado alimentar de crianças e sentidos atribuidos aos discursos sobre alimentação e nutrição por cuidadores domiciliares.
Authors: Soares, Micheli Dantas
???metadata.dc.contributor.advisor???: Trad, Leny Alves Bomfim
Keywords: Cuidado Infantil;Alimentação infantil;Alimentação e nutrição
Issue Date: 20-Aug-2018
Abstract: O objeto dessa investigação se insere no campo do cuidado à saúde de crianças no ambiente domiciliar, com recorte no cuidado alimentar e nutricional. As práticas alimentares, foco do cuidado alimentar e nutricional, situam-se em um terreno fértil de sentidos e símbolos, regado por códigos de valores construídos culturalmente, submetido a limitações de ordem econômica, a interdições de natureza religiosa, às experiências particulares de relação com os diversos alimentos. Trata-se de um cuidado que dialoga com ordenamentos de diferentes naturezas. Este estudo tem por objetivo compreender as práticas de cuidado alimentar infantil e os sentidos atribuídos aos discursos sobre alimentação e nutrição por cuidadores domiciliares de crianças. Para tanto, realizou-se um estudo de cunho etnográfico num contexto urbano da cidade de Salvador/BA, representado por grupos domésticos do segmento de camadas baixas urbanas, no período de agosto de 2009 a fevereiro de 2010. A partir da interpretação das narrativas produzidas em campo, desde uma perspectiva hermenêutica, foi possível compreender que os sentidos sobre alimentação e nutrição estão margeados por significados de riscos. A regulação da alimentação é significativa nas práticas de cuidado alimentar no âmbito doméstico. Na dimensão da narrativa, esta ação cotidiana representa controle e vigília sobre o que e como ofertar. Contudo, no campo da ação a regulação, pode tanto escapar ao controle face os imponderáveis do cotidiano, quanto é também volitivamente flexibilizada. Foi possível observar mediações simbólicas e materiais, orientadas pela tradição, pela autonomia, pela afetividade e por uma sorte de descontinuidades próprias dos tempos de hoje. Sobre a corporalidade e suas relações com práticas de cuidado alimentar, percebeu-se um conjunto de mediadores que se libertam de parâmetros hegemonicamente utilizados. Conclui-se que processos de destradicionalização marcam os modos de gestão da vida e povoam de riscos o cotidiano dos sujeitos e as práticas de cuidado alimentar.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/26997
Appears in Collections:Teses de Doutorado (ISC)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Tese Micheli D. Soares. 2011.pdf1.67 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA