DSpace

RI UFBA >
Instituto de Psicologia >
Programa de Pós-Graduação em Psicologia (PPGPSI) >
Dissertações de Mestrado (PPGPSI) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/26614

Title: Envelhecimento e gestão da idade: perspectiva e atuação dos profissionais da área de gestão de pessoas
Authors: Luttigards, Polyana Monteiro
???metadata.dc.contributor.advisor???: Janissek, Janice Aparecida
Keywords: Envelhecimento.;Trabalho.;Gestão da idade.;Teorias do envelhecimento.
Issue Date: 18-Jul-2018
Abstract: Utilizando como referenciais teóricos as teorias do envelhecimento e a gestão de pessoas orientada a gestão da idade, este estudo teve como objetivo explorar de que forma os profissionais da área de gestão de pessoas percebem e atuam sobre o envelhecimento dos trabalhadores. O envelhecimento populacional é um fenômeno que vem se intensificando nos últimos anos no Brasil. Isto impacta no mundo do trabalho de modo que um número crescente de pessoas com idade igual ou superior aos sessenta anos continue trabalhando. O presente estudo se caracteriza por ser exploratório e descritivo, de cunho qualitativo e se propôs a (1) analisar as concepções que profissionais da área de gestão de pessoas de organizações baianas possuem em relação ao trabalhador idoso; (2) analisar quais são as práticas de gestão de pessoas direcionadas para a gestão da idade que são realizadas nas organizações pesquisadas e (3) analisar quais práticas de gestão de pessoas direcionadas para a gestão da idade, ainda não implementadas no contexto organizacional, são percebidas como importantes pelos profissionais de gestão de pessoas. Para a coleta de dados foram utilizadas as técnicas de mapeamento online de informações com profissionais da área de gestão de pessoas, de modo a coletar dados preliminares que pudessem apoiar a definição dos participantes. A partir desta etapa, foram feitas entrevistas semiestruturadas com profissionais da área de gestão de pessoas que informaram na etapa online atuar com ao menos uma prática de gestão direcionada para o trabalhador idoso. A etapa de entrevista contou com o apoio de cartões de práticas de gestão da idade, confeccionados a partir da literatura internacional sobre gestão da idade. Foram entrevistados cinco profissionais de gestão de pessoas. As entrevistas foram gravadas e, posteriormente, transcritas. Os dados obtidos foram discutidos à luz do referencial da análise de conteúdo, identificando as estruturas argumentativas dos entrevistados sobre o trabalhador idoso, as mudanças do envelhecimento e os impactos para o trabalhador idoso, além da percepção sobre a qualidade do trabalho deste trabalhador. Ao final do estudo, concluiu-se que as percepções e atuação dos profissionais da área de gestão de pessoas sobre o envelhecimento dos trabalhadores estão fortemente atravessadas pelas representações sociais negativas da velhice e por uma visão organicista do desenvolvimento humano, que promove a velhice como uma etapa de declínio. Identificou-se que poucas são as organizações que realizam alguma prática direcionada para a gestão da idade. Entretanto, dentre as práticas que são realizadas, a mais disseminada foi o programa de preparação para aposentadoria. As discussões propostas nesta investigação podem contribuir para (a) produzir conhecimento sobre o envelhecimento no trabalho e gestão da idade, um tema ainda fraco conceitual e empiricamente; (b) subsidiar a atuação de profissionais da área, apresentando-lhes práticas e reflexões direcionadas ao trabalhador idoso e (c) apresentar outros olhares, para além da visão organicista de desenvolvimento. Por fim, destaca-se a importância de que sejam realizados novos estudos sobre envelhecimento e gestão da idade, visto que a produção acadêmica nacional não está acompanhando a velocidade com que o fenômeno está alcançando as estruturas sócio-políticas e organizacionais.
Using as theoretical references the theories of aging and the people management oriented to age, this study aimed to explore how the professionals in the area of people management perceive and act on the aging of workers. Aging is a phenomenon that has been intensified in recent years in Brazil. This phenomenon has an impact on the world of work so that an increasing number of people aged sixty or older continue to work. The present study is characterized by being exploratory and descriptive, with a qualitative approach, and it proposes (1) to analyze the conceptions that professionals in the area of people management of Bahia‘s organizations have in relation to the elderly worker; (2) to analyze the people management practices directed to the age management that are carried out in the organizations surveyed, and (3) to analyze those age management practices, not yet implemented in the organizational context, that are perceived as important by people management professionals. For data collection, the online information mapping techniques were used with professionals of people management team, in order to collect preliminary data that could support the definition of the participants of the study. From this stage, semistructured interviews were conducted with professionals of people management team who reported in the online stage to act with at least one practice of age management. The interview stage was supported by cards of age management practices, made from the international literature on age management. Five people management professionals were interviewed. The interviews were recorded and later transcribed. The data obtained were discussed in light of the content analysis framework, identifying the argumentative structures of the interviewees about the elderly worker, the changes of aging and the impacts for the elderly worker, as well as the perception of quality of work of older worker. At the end of the study, it was concluded that the perceptions and performance of people management professionals on the aging of workers are strongly crossed by negative social representations of old age and by an organicist vision of human development, which promotes old age as a stage of decline. It was identified that there are few organizations that perform some age management practice. However, among the practices that are carried out, the most widespread was the retirement preparation program. The discussions proposed in this research may contribute to (a) produce knowledge about aging at work and age management, a topic still weak conceptually and empirically; (b) to subsidize the work of professionals working in the people management team, by presenting them practices and reflections directed at the elderly worker and (c) presenting other perspectives, further than the organicist view of development. Finally, the importance of new studies on aging and age management is emphasized, since the Brazilian academic production is not following the speed with which the phenomenon is reaching the socio-political and organizational structures.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/26614
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGPSI)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação Polyana Monteiro Luttigards (versão final).pdf1.31 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA