DSpace

RI UFBA >
Instituto Multidisciplinar em Saúde (IMS) >
Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva (PPGSC - IMS) >
Dissertações de Mestrado (PPGSC - IMS) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/26553

Title: Polifarmácia em idosos atendidos em unidades básicas de saúde de um município do sudoeste baiano.
Authors: Gomes, Milena dos Santos
???metadata.dc.contributor.advisor???: Oliveira, Márcio Galvão Guimarães de
Keywords: Prescrições de medicamentos;Farmacoepidemiologia;Estudos Transversais;Polimedicação;lista de Medicamentos Potencialmente Inapropriados;Idoso
Issue Date: 13-Jul-2018
Abstract: Polifarmácia é um termo vastamente publicado na literatura científica e a maioria dos estudos o definem, basicamente como a utilização de múltiplos fármacos. No entanto, não existe um consenso que estabeleça uma classificação numérica específica, apesar da maioria dos pesquisadores considerarem como o uso de cinco ou mais medicamentos. Outros autores, porém, abordam a polifarmácia tanto de forma quantitativa quanto qualitativa. As diferentes definições de polifarmácia existentes dificultam a comparabilidade entre os estudos e a análise fidedigna dos seus resultados. Várias consequências negativas são atribuídas à polifarmácia. No entanto, poucas são as pesquisas que adotam um conceito amplo que possibilite uma análise para além do número de medicamentos e levem à compreensão dos fatores associados a essa prática sob essa perspectiva. Este trabalho tem como objetivo principal: estimar a prevalência de prescrição de polifarmácia comparando duas definições diferentes e avaliar os fatores associados a esta prática em idosos atendidos em unidades de saúde de um município do sudoeste baiano. Com os resultados obtidos, foram elaborados dois artigos. O primeiro, intitulado “Conceito de polifarmácia: uma análise crítica”, teve como proposta discutir a ausência de consenso a respeito da definição de polifarmácia e as abordagens conceituais mais utilizadas. As conclusões deste artigo mostraram que compreender essa prática em um sentido amplo significa lançar mão de um importante indicador de qualidade da prescrição. O segundo artigo, intitulado “Polifarmácia em Idosos Atendidos em Unidades Básicas de Saúde de um Município do Sudoeste Baiano” possui como objetivo principal avaliar a frequência de prescrição de polifarmácia, comparando duas definições diferentes (qualitativa e quantitativa) e avaliar os fatores associados a essa prática em idosos atendidos nas unidades de atenção primária de um município do Nordeste brasileiro. O estudo realizado foi do tipo transversal, com dados de idosos atendidos em unidades de saúde de um município do sudoeste baiano. Os resultados demonstraram que os medicamentos mais prescritos são típicos para o tratamento de desordens mais presentes na população idosa. A prescrição de pelo menos um medicamento potencialmente inapropriado (MPI) foi elevada e mais de 20% da amostra recebeu prescrição de mais de cinco medicamentos, este último se associou ao maior número de morbidades autorreferidas e prescrição de MPI. A prescrição de cinco ou mais medicamentos e de MPI ao mesmo tempo se associou à presença de três ou mais morbidades autorreferidas. Um conceito mais abrangente de polifarmácia deverá ser considerado para subsidiar a implementação de práticas que melhorem a atenção à saúde prestada aos idosos estudados.
Polypharmacy is a term widely published in the scientific literature and most studies define it as the use of multiple drugs. However, there is no consensus that establishes a specific numerical classification, although most researchers consider the use of five or more drugs. Other authors, approach polypharmacy both quantitatively and qualitatively. The different definitions of polypharmacy hinder comparability between studies and the reliable analysis of their results. Several negative consequences are attributed to polypharmacy. Nevertheless, few studies have adopted a broad concept that allows an analysis beyond the number of medications and lead to an understanding of the factors associated with this practice from this perspective. The main objective of this study is to estimate the prevalence of polypharmacy prescription by comparing two different definitions and to evaluate the factors associated with this practice in older people attending health centers in the southwest of Bahia. From the results obtained, two articles were written. The first, "Concept of polypharmacy: a critical analysis", had the objective to discuss the lack of consensus regarding the definition of polypharmacy and the most used conceptual approaches. The conclusions showed that understanding this practice in a broad sense means using an important quality indicator of the prescription. The second article, "Polypharmacy in elderly patients treated in basic health units in the southwest of Bahia". The main objective was to assess the frequency of polypharmacy, prescription comparing two different definitions (qualitative and quantitative) and the factors associated to this practice in elderly patients in primary care units. The results showed that the most prescribed medications are typically for the treatment of disorders present in older people. The prescription of at least one potentially inappropriate medication was high and more than 20% of the sample received a prescription with more than five medication, which was associated with the greatest number of self-reported morbidities and prescription of potentially inappropriate medication. The prescription of five or more medications and potentially inappropriate medication at the same time was associated with the presence of three or more self-reported morbidities. A more comprehensive concept of polypharmacy should be considered to subsidise the implementation of practices that improve the health care provided to the older people.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/26553
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGSC - IMS)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO VERSÃO FINAL.pdf2.5 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA