DSpace

RI UFBA >
Instituto de Ciências da Saúde - ICS >
Artigos Publicados em Periódicos (ICS) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/26183

Title: Oferta da Fonoaudiologia na rede pública municipal de saúde nas capitais do Nordeste do Brasil
Other Titles: Audiology - Communication Research (ACR)
Authors: Santos, Jéssica Andrade Pinheiro dos
Arce, Vladimir Andrei Rodrigues
Magno, Liz Duque
Ferrite, Sílvia
Keywords: Fonoaudiologia; Acesso aos serviços de saúde; Sistema Único de Saúde; Desigualdades em saúde; Cobertura de serviços de saúde
Issue Date: 18-May-2017
Publisher: Academia Brasileira de Audiologia
Citation: SANTOS, Jéssica Andrade Pinheiro dos; ARCE, Vladimir Andrei Rodrigues; MAGNO, Liz Duque and FERRITE, Silvia. Oferta da Fonoaudiologia na rede pública municipal de saúde nas capitais do Nordeste do Brasil. Audiol., Commun. Res. [online]. 2017, vol.22, e1665. Epub May 18, 2017. ISSN 2317-6431. http://dx.doi.org/10.1590/2317-6431-2015-1665.
Abstract: Introdução No Brasil, o Estado é responsável pelo acesso universal e igualitário à saúde, porém, é comum a escassez na oferta de serviços. Objetivo Descrever e comparar a oferta do profissional de Fonoaudiologia na rede pública municipal de saúde, administração direta, nas capitais da região Nordeste do Brasil. Métodos Os dados foram coletados do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES) e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), para 2007 e 2014. As variáveis foram o número de fonoaudiólogos da administração direta da rede pública municipal de saúde, o nível de atenção de lotação do profissional e o número de unidades de saúde da gestão municipal. Na análise, foram estimadas a oferta do profissional, de acordo com a população residente e por nível de atenção das unidades de saúde, a evolução 2007-2014 e o deficit atual do profissional. Resultados Houve crescimento na oferta do profissional no conjunto das capitais do Nordeste do país (2007-2014), porém, com média de apenas 1,5 fonoaudiólogo para cada 100.000 habitantes, em 2014. As maiores ofertas foram verificadas em João Pessoa e Aracaju e, as menores, em Natal e Salvador. Considerando-se a razão fonoaudiólogos/unidades de saúde por nível de atenção, as maiores ofertas foram observadas na Atenção Hospitalar e, as menores, na Atenção Básica. O deficit estimado de fonoaudiólogos foi expressivo, com diferenças intrarregionais. Conclusão A oferta de fonoaudiólogos na rede pública municipal de saúde, via administração direta, nas capitais do Nordeste do país, é insuficiente e desigual, restringindo o acesso da população aos serviços de Fonoaudiologia.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/26183
ISSN: 2317-6431
Appears in Collections:Artigos Publicados em Periódicos (ICS)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Oferta da Fonoaudiologia na rede pública municipal de saúde nas capitais do Nordeste do Brasil.pdf176.43 kBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA