DSpace

RI UFBA >
Instituto de Geociências >
Programa de Pós-Graduação em Geoquímica: Petróleo e Meio Ambiente (POSPETRO) >
Dissertações de Mestrado (POSPETRO) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/26093

Title: Isótopos estáveis e multi-elementos dos sedimentos intermareal da baía de todos os santos, Bahia, Brasil.
Authors: Falcão, Brunno de Andrade
???metadata.dc.contributor.advisor???: Mafalda Júnior, Paulo de Oliveira
???metadata.dc.contributor.advisor-co???: Garcia, Karina Santos
Keywords: sedimento;matéria orgânica;metais;isótopo de carbono;isótopo de nitrogênio
Issue Date: 4-Jun-2018
Abstract: A contaminação por metais é um dos maiores problemas ambientais enfrentados na atualidade. Na literatura alguns metais têm sido mencionados como poluentes devido à alta toxicidade e por não serem facilmente eliminados dos ambientes aquáticos e sedimentares através de processos naturais. O presente trabalho teve como finalidade determinar a concentração dos elementos metálicos Cu, Pb, Zn, Cr, V, Ba, Fe, Ni, Cd e Mn e caracterizar por meio de avaliação geoquímica (Carbono, Nitrogênio, relação C/N e isótopos estáveis de carbono (13C) e nitrogênio (15N) e granulometria) o sedimento superficial do norte e oeste da Baía de Todos os Santos – BTS. Foram coletadas 30 amostras de sedimento superficial na região intermareal, durante a maré baixa, em sete estações, nos períodos de janeiro a maio (primeira campanha); de agosto a novembro (segunda campanha) de 2010. As estações foram denominadas Caípe (CA), Mataripe (MA), Coqueiro Grande (CG), Santiago de Iguape (IG), Fabrica de Asfalto (FA), Saubara (SB) e Suape (SU). Através da análise granulométrica foi possível observar um predomínio de partículas mais grossas (areia) para as regiões citadas, exceto IG e CG que tiveram partículas mais finas (argila e silte). Outro aspecto importante é o comportamento diferente das frações granulométricas dessas duas campanhas. A caracterização da matéria orgânica juntamente com os isótopos estáveis de carbono (δ13C) e nitrogênio (δ15N), mostrou que a contribuição da matéria orgânica está sendo tanto de origem marinha quanto terrestre. A partir dos dados de concentração dos elementos metálicos, foi possível concluir que alguns analitos obtiveram os maiores teores nas estações com partículas granulométricas mais finas (IG e CG) e os menores teores na estação com fração granulométrica mais grossa (SB). As faixas de concentração dos analitos metálicos, em mg kg-1 foram de 0,78 (SB) a 20,97 (FA) para Cu; 1,15 (SB) a 17,53 (FA) para Pb; 3,43 (SB) a 43,62 (IG) para Zn; 2,13 (SB) a 28,67 (IG) para Cr; 2,78 (SB) a 26,26 (IG) para V; 0,57 (SB) a 110,18 (CG) para Ba; 2407,09 (SB) a 30416,02 (CG) para Fe; 1,24 (SB) a 17,70 (IG) para Ni; 0,52 (SB) a 1,09 (IG) para Cd e 6,18 (SB) a 154,27 (IG) para Mn. Os dados obtidos a partir da análise estatística corroboraram com os dados geoquímicos retratando uma correlação entre os dados metálicos e granulométricos. Apenas o elemento Cd apresentou valores próximos à faixa de toxicidade, quando comparados aos valores de referência (NOAA, Environment Canadá, GESAMP). De modo geral, comparando trabalhos já realizados na BTS, nota-se que ao longo do tempo tanto o Cd como os demais elementos metálicos tiveram suas concentrações reduzidas e contribuindo assim para menor toxicidade na área de estudo.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/26093
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (POSPETRO)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação de Brunno.pdf1.27 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA