DSpace

RI UFBA >
Instituto de Saúde Coletiva - ISC >
Dissertações de Mestrado Profissional (ISC) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/26069

Title: Prevalência das infecções oportunistas e coinfecções em individuos com AIDS em Palmas - Tocantins
Authors: Martins, Marileide Florêncio
???metadata.dc.contributor.advisor???: Silva, Carlos Alberto Lima da
Keywords: AIDS;Epidemiologia;Infecções Oportunistas
Issue Date: 28-May-2018
Abstract: OBJETIVO: Este estudo estimou a prevalência das infecções oportunistas e coinfecções em indivíduos com AIDS acompanhados no Núcleo de Assistência Henfil, no município de Palmas, Tocantins, no período de 2011 a 2015. MÉTODO: Trata-se de uma pesquisa epidemiológica com delineamento transversal, que foi conduzida por meio de revisão dos dados disponíveis no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN-AIDS) e Banco Estadual (Gerência de DST/HIV/AIDS – Área Técnica: Assessoria de Vigilância). Este estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa do Instituto de Saúde Coletiva da UFBA (parecer nº 1.967.965) e autorizado pela Gerência Estadual de DST/HIV/AIDS e Hepatites Virais. RESULTADOS: De um total de 228 casos de AIDS notificados no Núcleo Henfil, residentes na zona urbana (98,2%), heterossexuais (70,8%), com idade entre 25 e 44 anos (67,1%), homens (64,9%), pardos (55,1%) e com ensino médio completo (46,1%), relações sexuais com homens (58,2%), seguidas com mulheres (37,3%). Além disso, quase 28,5% foram referentes ao ano de 2013. O critério de diagnóstico mais prevalente foi o critério CDC adaptado (94,7%). Quanto às infecções oportunistas mais frequentes, destacam-se dermatite persistente (28,1%), tosse persistente ou qualquer pneumonia (23,7%), candidose oral ou leucoplasia pilosa (23,7%), pneumonia por Peumocystis carinii (6,1%), candidose de esôfago (5,7%) e herpes zoster (4,8%). No que diz respeito às coinfecções, sete casos notificados com tuberculose pulmonar cavitária ou não especificada e sete casos com tuberculose disseminada/extrapulmonar/não cavitária. CONCLUSÕES: Os achados deste estudo demonstram elevada prevalência da infecção pelo HIV nos homens heterossexuais pardos em idade jovem, predominando o critério CDC adaptado para definição do diagnóstico, o que não corresponde aos sinais clínicos mais prevalentes, pois as IO do critério Caracas foram as que prevaleceram. O subregistro das informações no SINAN impossibilitou realizar uma análise epidemiológica mais precisa para traçar medidas de prevenção e até mesmo de gestão quanto à aquisição dos medicamentos de responsabilidade do Estado paramanifestações clínicas que ocorrem com maior frequência em PVHA.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/26069
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado Profissional (ISC)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISS MP. MARILEIDE MARTINS. 2017.pdf4.05 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA