DSpace

RI UFBA >
Instituto de Saúde Coletiva - ISC >
Dissertações de Mestrado Profissional (ISC) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/26050

Title: Perfil epidemiológico da Sífilis Congênita no Estado do Tocantins, 2007 a 2015
Authors: Silva, Maria José Neres da
???metadata.dc.contributor.advisor???: Barreto, Florisneide Rodrigues
Keywords: Sífilis congênita;Prevenção da sífilis congênita;Pré-natal
Issue Date: 21-May-2018
Abstract: O objetivo desse estudo é descrever o perfil epidemiológico da sífilis congênita no estado do Tocantins, de 2007 a 2015. Trata-se de um estudo com um componente transversal e outro ecológico, realizado com dados secundários de notificação da sífilis congênita, coletados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN) e Sistema Nacional de Nascidos Vivos (SINASC). Foram analisadas as incidências de sífilis congênita, além de descrever a tendência no período. Entre os anos de 2007 e 2015 foram notificados 1.029 casos de sífilis congênita no estado do Tocantins, correspondendo a uma incidência de 4,6/1000nv. Neste período, a sífilis congênita apresentou tendência crescente. Em 2007 a incidência foi de 3,1 por 1.000 nascidos vivos passando para 9,8 por 1.000 nascidos vivos em 2015, representando aumento de 216,1%. A maioria das mães cujos recém-nascidos teve sífilis congênita tinha 20 anos ou mais de idade, até 12 anos de estudo e raça/cor da pele parda. A maioria das gestantes iniciou o pré-natal no 3º trimestre. Entre as gestantes que tiveram diagnóstico para sífilis e realizaram o tratamento observou-se que grande parte destes tratamentos foram considerados inadequados. A maioria dos parceiros não foi tratado, enquanto que 83,5% dos recém-nascidos com diagnóstico de sífilis congênita recebeu tratamento. Os dados expostos reforçam a importância do pré-natal na redução da sífilis congênita. Com efeito, este trabalho possibilitou identificar pontos críticos na ocorrência desta doença e aponta a necessidade de futuros estudos para análise do impacto das ações em saúde relacionadas a sífilis no Tocantins.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/26050
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado Profissional (ISC)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertacao MP Maria José Neres. 2017.pdf3.29 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA