DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Ciências Contábeis >
Programa de Pós-graduação em Ciências Contábeis >
Dissertações de Mestrado (PPGCONT) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/25410

Title: Análise demográfica e acadêmica na autorregulação da aprendizagem dos estudantes de Ciências Contábeis de IES em Salvador
Authors: Aguiar, José Hilton Santos
???metadata.dc.contributor.advisor???: Silva, Antonio Carlos Ribeiro da
Keywords: Autorregulação na aprendizagem;Fatores acadêmicos;Fatores demográficos;Aprendizagem;Contabilidade
Issue Date: 5-Mar-2018
Abstract: Esta pesquisa teve como objetivo analisar se fatores demográficos e acadêmicos influenciam na aprendizagem autorregulada. A autorregulação da aprendizagem é compreendida como um processo voluntário e consciente que permite gerir o comportamento, sentimento e pensamento no intuito de alcance de metas pessoais do indivíduo, guiada por um padrão de comportamento em que o sujeito se automonitora, autoavalia e autoreage. Para alcançar os objetivos foi realizado um estudo junto a discentes de Ciências Contábeis no município de Salvador-Bahia. Buscou-se evidenciar as estratégias autorreguladas utilizadas pelos discentes, verificar as dimensões associadas as estratégias e compreender se as variáveis demográficas e acadêmicas podem explicar o uso das estratégias de autorregulação pelos alunos, por meio do Modelo Sociocognitivo de Bandura (1986) e da teoria do Aprendizado Autorregulado de Zimmerman (1986). A amostra da pesquisa abrangeu um total de 713 discentes em Contabilidade advindos de três Instituições de Ensino Superior (IES). Os dados do estudo foram coletados por meio de questionário, contendo as informações demográficas e acadêmicas e as estratégias presentes em alunos autorregulados na aprendizagem. Para a análise estatística, foram utilizados métodos estatísticos descritivos, análises inferenciais por meio da aplicação de Análise Fatorial e Regressão Múltipla. Testes complementares foram feitos como o Kolmorogov-Smirnov, Kaiser-Meyer-Olkin (KMO). Os resultados encontrados apresentaram significância para o gênero, tempo de estudo, escolaridade do pai, idade e estágio no curso de Contabilidade. Desse modo, nem todos os fatores demográficos e acadêmicos analisados influenciam no comportamento autorregulado do aluno. Assim, estudantes do gênero feminino, jovens, que alocam mais horas aos estudos, em estágio inicial do curso e que tenha pai com baixa escolaridade tende a possuir um comportamento mais autorregulado na aprendizagem. A conclusão final da pesquisa é de que a autorregulação da aprendizagem não é uma característica puramente desenvolvida por fatores intrínsecos ao discente, mas que pode ser promovida à medida que é estimulada por fatores externos sociais e pedagógicos.
This research aims to analyze whether demographic and academic factors influence in Self-Regulated Learning. Self-Regulated Learning as a voluntary and conscious process that allows to manage behavior, sentiment and thought in order to reach of personal goals of the individual, guided by a pattern of behavior in which the subject is automonitor, autoevaluate and Autoreact. In order to achieve the objectives a study was carried out with the students of accounting Sciences in the municipality of Salvador-Bahia. It was sought to highlight the self-regulated strategies used by the students, to verify the dimensions associated with the strategies and to understand whether the demographic and academic variables can explain the use of the strategies of self by the pupils, for middle of the Sociocognitivo model of Bandura (1986) and Zimmerman's Regulating Learning Theory (1986). The survey sample covered a total of 713 students in accounting from three higher education institutions (IES). The study data was collected through a questionnaire, containing the demographic and academic information and the strategies present in self-regulated students in learning. Descriptive statistical methods were used for statistical analysis, inferences analysis through the application of factorial analysis and multiple regression. Complementary tests were done as the Kolmorogov-Smirnov, Kaiser-Meyer-Olkin (KMO). The results found significance for the gender, study time, parental education, age and internship in the accounting course. Thus, not all the demographic and academic factors analyzed influence the regulating behavior of the student. Thus, students of the female gender, young people, who allocate more hours to studies, at the initial stage of the course and have a parent with low education tends to have more regulating behavior in learning. The final conclusion of the research is that the self of learning is not a characteristic purely developed by factors intrinsic to the student, but that can be promoted as it is stimulated by external social and pedagogical factors.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/25410
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGCONT)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ANÁLISE DEMOGRÁFICA E ACADÊMICA DA AUTORREGULAÇÃO DA APRENDIZAGEM DE ESTUDANTES DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DE IES EM SALVADOR_Aguiar_JHS.pdf1.48 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA