DSpace

RI UFBA >
Instituto de Geociências >
Programa de Pós-Graduação em Geoquímica: Petróleo e Meio Ambiente (POSPETRO) >
Dissertações de Mestrado (POSPETRO) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/24551

Title: Caracterização da geoquímica e comunidade cladocera dos estuários do rio una, una, e rio jequitinhonha, Belmonte, Bahia,Brasil
Authors: Jesus, Sheila Bonfim
???metadata.dc.contributor.advisor???: Cruz, Manoel Jerônimo Moreira
Keywords: cladocera;parâmetros físicos e químicos;salinidade
Issue Date: 8-Nov-2017
Abstract: Com uma vasta área estuarina, o sul da Bahia detém recursos ambicionados pelo homem. Os estuários agregam diversas dinâmicas ecológicas que contribuem significativamente no equilíbrio do ecossistema, trazendo à comunidade recursos sustentáveis valiosos. Atualmente esses recursos vêm sendo drasticamente explorados desordenadamente, e comunidades locais são as primeiras a serem prejudicadas. Entender o comportamento ecológica das comunidades bióticas dos estuários, permite identificar estratégias ambientais, para uma exploração equilibrada desses ecossistemas. O presente trabalho tem por objetivo conheceros parâmetros geoquímicos e a comunidade de cladóceros dos estuários do rioUna/Una e o rio Jequitinhonha/Belmonte – Bahia e entender seu comportamento em casa estuário. As coletas foram realizadas no período seco - outubro/2012 e no período chuvoso - maio/2013, sempre com início na menor altura da maré visando a coleta das espécies estenoalinas. Foram determinadas as seguintes variáveis: temperatura, pH, oxigênio dissolvido, salinidade, potencial oxi-redução, condutividade, turbidez, e sólidos totais dissolvidoscom o uso da sonda multiparamétrica. Os metais níquel, cobre, cádmio, chumbo e cromo na água e no material particulado foram determinados conforme Standard Methods (2012). E a quali-quantificação dos cladóceros adultos seguindo as referências taxonômicas publicadas. O estuário dorio Jequitinhonha apresentou reduzido teor de salinidadeonde as vazões do rio no período de coleta, propiciou uma maior ocorrência de 15 espécies de cladóceros. Os estuários do rio Una e Jequitinhonha ambos apresentaram em sua maioria, para os metais, os valores mais representativos na campanha seca onde o Cr e o Cu obtiveram índices ainda maiores que os demais. As condições físicas e químicas do Jequitinhonha refletem comportamento condizente com a dinâmica estuarina, porém os valores de metais traços no MPS sugerem investigação já que se trata de duas bacias hidrográficas com reduzido impacto antrópico. Saliento que ambos os trechos estão propensos a receber todo aporte antrópico do alto e médio curso da bacia, mas esses índices devem ser monitorados para controle ambiental desses ecossistemas. As quatro espécies econtradas para Una revelou que a amostragem de cladóceros nesse ambiente requer um esforço maior, ou um delineamento diferente do que foi relizado, afim de alcançar dados representativos da comunidade existente.Os 15 táxons encontrados no Jequitinhonha representam um registro significativo para a comunidade de cladóceros dessa bacia. O presente estudo foi capaz de representar a diversidade da área.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/24551
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (POSPETRO)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
IMPRIMIR 2017 DISSERTACAO SHEILA.pdf2.79 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA