DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Medicina da Bahia >
Pós-Graduação em Ciências da Saúde (POS_CIENCIAS_SAUDE) >
Teses de Doutorado (POSSAUDE) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/24389

Title: Avaliação de marcadores clínicos e biológicos associados com a Psoríase Vulgar
Authors: Duarte, Gleison Vieira
???metadata.dc.contributor.advisor???: Carvalho, Edgar Marcelino de
Keywords: Psoríase;Gravidade;Citocinas,;Biomarcadores,;Comorbidades,;Obesidade
Issue Date: 25-Oct-2017
Abstract: Introdução: A identificação de biomarcadores associados com a psoríase tem o potencial de prever susceptibilidade à artrite psoriática, fornecer evidências sobre história natural, resposta terapêutica e revelar vias patogênicas que promovam comorbidades a ela associadas. Um aumento da resposta inflamatória tem sido documentado na obesidade, uma condição que é associada com a ocorrência e gravidade da psoríase. A osteopontina (OPN), TNF e CXCL9 são aumentados em pacientes com psoríase, embora OPN também tenha sido documentada no tecido adiposo de pacientes obesos, sem psoríase. A prevalência da obesidade é muito maior em pacientes com psoríase em comparação com a população em geral. Objetivo: avaliar níveis de quimiocinas e citocinas (CXCL9, CCL2, CCL5, TNF) e OPN na psoríase e obesidade. Desenho do estudo: corte transversal incluindo 117 pacientes com psoríase e 27 indivíduos saudáveis pareados por índice de massa corporal. Métodos: marcadores clínicos e níveis de OPN/quimiocinas foram avaliados quanto à associação com gravidade da psoríase e à obesidade. Níveis séricos de marcadores pró-inflamatórios foram avaliados por ELISA. Resultados: concentrações de OPN, CCL5 e CXCL9 foram significativamente mais elevadas em pacientes com psoríase em comparação com os controles, independente da obesidade. Não houve diferença entre os níveis de CCL2 em pacientes com psoríase e os controles (P >0,05), embora maiores em pacientes com psoríase obesos em comparação com não-obesos (p<0,001). Envolvimento facial e o escore do índice de gravidade área psoríase (PASI) não foram associados (P >0,05) com os níveis de OPN ou níveis elevados de quimiocinas. Não houve correlação significativa entre os níveis de OPN e CXCL9 ou TNF em pacientes com psoríase. Conclusões: este trabalho confirma que os níveis séricos de OPN, CCL5 e CXCL9 são mais elevados em pacientes com psoríase, fornecendo evidências de que concentrações aumentadas não são uma consequência da obesidade e que a produção do OPN é independente de TNF e CXCL9.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/24389
Appears in Collections:Teses de Doutorado (POSSAUDE)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Tese_ICS_Gleison Vieira Duarte.pdf4.41 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA