DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Medicina da Bahia >
Pós-Graduação em Medicina e Saúde (PPGMS) >
Teses de Doutorado (PPGMS) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/24136

Title: Anemia nos adolescentes de escolas públicas estaduais em Salvador-Bahia
Authors: Cairo, Romilda Castro de Andrade
???metadata.dc.contributor.advisor???: Silva, Luciana Rodrigues
Keywords: Anemia;Deficiência de ferro;Adolescentes;Estadiamento puberal;Hemoglobina;Sobrepeso;Obesidade
Issue Date: 29-Aug-2017
Abstract: Resumo Introdução: A anemia representa uma das carências nutricionais mais importantes em diversos extratos sociais, contudo, nos países em desenvolvimento sua prevalência é mais expressiva. As crianças e os adolescentes representam um grupo de risco para anemia. Objetivo: Revisão de literatura sobre Anemia na adolescência como um problema de saúde e seus fatores de risco, nesta faixa etária, destacando-se fisiopatologia, causas, abordagem diagnóstica, características clínicas, prevenção e tratamento. Metodologia: Para o presente estudo foram consultadas as bases de dados LILACS- BIREME, SCIELO e PUBMED e delas, selecionadas publicações científicas na língua espanhola, portuguesa e inglesa, no período de 01/01/2000 a 31/06/2013, em adolescentes com idade entre 10 a 19 anos tendo como critérios de inclusão estudos com dados originais que analisaram adolescentes com anemia, anemia ferropriva e deficiência de ferro. Foram definidos como adolescentes a idade entre 10 a 19 anos e anêmicos aqueles que menores de 12 anos apresentavam valores de hemoglobina inferior a 11,5 g/dl; com idade entre 12 e 15 anos foram considerados anêmicos quando seus valores eram menores que 12,0 g/dl. Para meninas com mais de 12 anos foi considerado normal quando a hemoglobina estava acima de 12,0 g/dl, enquanto que para meninos com mais de 15 anos de idade foi considerada normal quandoacima de 13,0 g/dl. Para avaliação da deficiência de ferro, adotou-se a ferritina menor que 12 ng/ml. Essa revisão teve como critérios de exclusão estudos que não publicaram resultados para adolescentes. Cento e dois estudos publicadosse referiam à anemia, porém somente preencheram os critérios de inclusão 42. No final, realizou-se uma análise e interpretação dos artigos encontrados, a fim de responder aos objetivos do estudo. Resultado e discussão: Os estudos revisados revelaram uma prevalência de anemia ferropriva em torno de 20% em adolescentes e descreveram os efeitos deletérios da anemia nos adolescentes. Conclusão: É necessário atuar de forma preventiva em relação à anemia ferropriva, bem como alertar os profissionais de saúde quanto ao diagnóstico precoce, à profilaxia e ao tratamento. Palavras-chave: Anemia ferropriva. Anemia. Deficiência de ferro. Adolescente.
Abstract Introduction: Anemia is one of the most important nutritional deficiencies in various social strata, whereas in developing countries the prevalence is more expressive. Children and adolescents represent a group at risk for anemia. Objective: To review the literature on Iron Deficiency Anemia in adolescence as a health problem and its risk factors in this age group, highlighting the pathophysiology, causes, diagnostic approach, clinical features, prevention and treatment. Methodology: For this study LILACS – BIREME, SCIELO and PUBMED were consulted and from these selected scientific publications in Spanish, Portuguese and English, from 01/01/2000 to 31/06/2013, on adolescents aged 10 to 19 who had as inclusion criteria studies with original data analyzing adolescents with anemia, iron deficiency anemia and iron deficiency. Those adolescents under 12, with hemoglobin less than 11.5 g/dl were defined as anemic; those aged 12 to 15 years were anemic when their values were lower than 12.0 g/dl. For girls aged over 12 years, above 12.0 g/dl was considered normal, while for boys over 15 years of age, above 13.0 g/dL was considered normal. For evaluation of iron deficiency was adopted a ferritin less than 12 fl. This review had as exclusion criteria studies not publishing results for adolescents. One hundred and two published studies were related to iron deficiency anemia, although only 42 have fulfilled the inclusion criteria. Finally, an analysis and interpretation of the articles found was performed, in order to meet the objectives of the study. Result and Discussion: The studies reviewed showed a prevalence of iron deficiency anemia around 20% in adolescents and described the deleterious effects of anemia in adolescents. Conclusion: There is a need to take preventive actions in relation to iron deficiency anemia, as well as to alert healthcare providers to an early diagnosis, prophylaxis and treatment. Keywords: Iron Deficiency Anemia; Iron Deficiency; Adolescent.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/24136
Appears in Collections:Teses de Doutorado (PPGMS)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
CAIRO RCA 2014.pdf2.71 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA