DSpace

RI UFBA >
Instituto de Psicologia >
Programa de Pós-Graduação em Psicologia (PPGPSI) >
Dissertações de Mestrado (PPGPSI) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/24011

Title: Produção de sentidos por adolescentes sobre a experiência de trabalhar e estudar
Authors: Santana, Ramiro Rodrigues Coni
???metadata.dc.contributor.advisor???: Ristum, Marilena
???metadata.dc.contributor.advisor-co???: Silva, Márcio Santana da
Keywords: Trabalho infanto-juvenil;Adolescentes;Escola;Subjetividade;Menores – Emprego - Brasil;Educação e trabalho;Trabalho infantil;Política pública – Brasil
Issue Date: 17-Aug-2017
Abstract: O presente estudo buscou compreender a produção de sentidos da relação entre trabalho e escola entre adolescentes que vivenciam a experiência simultânea de trabalhar e estudar. Essa pesquisa se fundamentou nas formulações da Psicologia Histórico-cultural segundo a interpretação presente na Teoria da Subjetividade de González Rey, principalmente nos conceitos de sentido subjetivos e subjetividade social e individual. Participaram deste estudo quatro adolescentes residentes em zonas urbanas e zonas rurais do estado da Bahia, com idades entre 11 e 14 anos, sendo duas participantes do sexo feminino e dois participantes do sexo masculino. Foram realizadas sessões de conversação, com temário previamente construído, abordando os seguintes temas: inserção no trabalho, rotina escolar e de trabalho, estratégias para conciliar demandas do trabalho e da escola, sentidos produzidos sobre o trabalho e a escola e articulação entre os sentidos subjetivos e elementos da subjetividade social acerca do trabalho infantil. Foram utilizados também os seguintes instrumentos: um questionário sociodemográfico e a complementação de frases. Os resultados apontaram para uma valorização positiva do trabalho, visto como espaço formativo e promotor de valores morais, de garantia de acesso a bens de consumo e superação das privações impostas pela pobreza. Os sentidos sobre a escola indicaram sua representação como ambiente promotor de aprendizados, espaço de preparação para o futuro e mecanismo auxiliar para a consecução de aspirações profissionais futuras. A relação trabalho e escola é subjetivada como positiva, resguardando relação de complementariedade entre os espaços no ensino de habilidades e aprendizados preparatórios para a vida adulta. Os relatos indicaram pouco impacto do trabalho na escolarização, sendo mais comum a atribuição de impactos negativos do trabalho na saúde e na restrição a atividades de lazer. A análise das experiências de trabalhar e estudar centradas nas narrativas dos próprios adolescentes trabalhadores pode auxiliar na formulação e no aprimoramento de políticas públicas que visam a garantia de direitos e proteção ao adolescente trabalhador, respeitando seu papel ativo, seu poder de decisão e sua autonomia.
This study aimed to understand the production of meanings on the relationship between work and school among adolescents who lives the simultaneous experience of working and studying. This research is based on the formulations of Historical-cultural Psychology according to the present interpretation in the Subjectivity Theory of González Rey, mainly in the concepts of subjective sense and social and individual subjectivity. Participated in this study four adolescents living in urban and rural areas of the State of Bahia, aged 11 to 14 years, two female participants and two male participants. Conversation sessions were held, with a previously constructed agenda, covering the following topics: insertion at work, work and school routine, strategies to reconcile work and school demands, senses produced on work and school, and articulation between the subjective senses and elements of social subjectivity about child labor. The following instruments were also used: a sociodemographic questionnaire and the complementation of sentences. The results pointed to a positive valorization of work, as a formative space and promoter of moral values, guaranteeing access to consumer goods and overcoming poverty-induced deprivation. The senses about the school indicated their representation as a learning environment, space for preparation for the future and an auxiliary mechanism for the attainment of future professional aspirations. The relation work and school is subjectivated as positive, safeguarding a relation of complementarity between the spaces in the teaching of skills and prepartial learning for adult life. The reports indicate little impact of the work on schooling, being more common the attribution of negative impacts of work on health and restriction on leisure activities. The analysis of work and study experiences centered on the narratives of the adolescent workers themselves can help in the formulation and improvement of public policies aimed at guaranteeing the rights and protection of adolescent workers, respecting their active role, their decision-making power and their autonomy.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/24011
ISSN: Dissertação de Mestrado
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGPSI)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO_PRODUÇÃO DE SENTIDOS POR ADOLESCENTES SOBRE A EXPERIÊNCIA DE TRABALHAR E ESTUDAR_RAMIRO RODRIGUES CONI SANTANA_2017.pdf1.74 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA