DSpace

RI UFBA >
Instituto de Ciências da Saúde - ICS >
Programa de Pós-graduação em Biotecnologia (PPGBiotec) >
Dissertações de Mestrado - (PPGBiotec) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/23435

Title: Triagem de isolados bacterianos de origem marinha visando a produção de exopolissacarídeos
Authors: Almeida, Jamille Pereira
???metadata.dc.contributor.advisor???: Roque, Milton Ricardo de Abreu
Keywords: Exopolissacarídeos microbianos;Sphingomonadaceae;Bacillaceae;Microbial exopolysaccharides
Issue Date: 29-Jun-2017
Abstract: Os polissacarídeos microbianos estão sendo muito utilizados atualmente por causa das vantagens em relação aos provenientes de outras fontes. Muitos são sintetizados por bactérias pertencentes à família Sphingomonadaceae como gelana, ramsana, welana, diutana, entre outras. Apesar da quantidade de polissacarídeos existentes, a descoberta de novos polissacarídeos microbianos é importante, tendo em vista a sua vasta aplicabilidade industrial, como espessantes, emulsificantes, estabilizantes e quelantes. Além disso, há a possibilidade de propriedades mais vantajosas e maior produção bacteriana. Este trabalho teve como objetivo selecionar linhagens bacterianas nativas de ambiente marinho produtoras de exopolissacarídeos e caracterizá-los. Neste contexto, a otimização da composição dos meios de cultivo e condições de processo podem modificar a produção, com possibilidade de aplicação industrial. Quatro bactérias foram selecionadas a partir da Coleção de Cultura Microbiana do Instituto de Ciências da Saúde pela resistência ao meio ágar nutriente contendo o antibiótico estreptomicina nas concentrações 100 e 200 μg.mL-1, sendo posteriormente identificadas por análise molecular como pertencentes aos gêneros Sphingomonas sp., Sphingobium sp. e Bacillus sp. A produção dos polímeros sintetizados por essas bactérias foi realizada em meio de cultivo, com alteração da fonte de carbono (sacarose ou glicerina bruta). A quantidade dos exopolissacarídeos sintetizados pelas bactérias pertencentes aos gêneros Sphingomonas sp. e Bacillus sp foi de 0,2 g.L-1 independente da fonte de carbono utilizada. O polímero produzido por Sphingobium sp. foi de 0,1 g.L-1 no meio contendo sacarose e 0,2 g.L-1 no meio com glicerina bruta. A CCMICS SB 22 não produziu exopolissacarídeo no meio contendo sacarose, enquanto que com a glicerina bruta foi de 0,2 g.L-1. As viscosidades dos exopolissacarídeos produzidos pelas quatro linhagens estudadas não apresentaram diferença entre si. A massa molecular do exopolissacarídeo produzido por Sphingobium sp. foi de 1,13 x 103 Daltons. Os outros polímeros não tiveram a massa molecular determinada por não apresentarem solubilidade em água.
The microbial polysaccharides are currently used being much because of advantages over from other sources. Most of those which are being studied are synthesized by bacteria of Sphingomonadaceae family, like gelan, rhamsan, welan, diutan, among others. Despite the amount of existing polysaccharides, the discovery of new polysaccharides is important, in view of its wide industrial applicability, such as thickeners, emulsifiers, stabilizers, and binders. Furthermore, there is the possibility of further advantageous properties and increased bacterial production. This work aimed to select native bacterial strains of exopolysaccharides-producing marine environment and characterize them. In this context, optimization of the composition of culture media and process conditions may change the production, with the possibility of industrial application. Four bacteria were selected from the Microbial Culture Collection of Sciences Institute of Health the resistance to the nutrient agar containing the antibiotic streptomycin in concentrations 100 and 200 μg.mL-1, subsequently identified by molecular analysis as belonging to the Sphingomonas sp., Sphingobium sp. and Bacillus sp. genres. The production of polymers synthesized by those bacteria was held in the culture medium, by changing the carbon source (sucrose or crude glycerin). The quantity of synthesized exopolysaccharides by the bacteria belonging to the Sphingomonas sp. and Bacillus sp genres was 0,2 g.L-1 regardless of the carbon source used. The polymer produced by Sphingobium sp. was 0,1 g.L-1 in the medium containing sucrose and 0,2 g.L-1 in the medium with crude glycerin. The CCMICS SB 22 produced no exopolysaccharide in the medium containing sucrose, while with crude glycerin was 0,2 g.L-1. The viscosities of exopolysaccharides produced by the four strains studied did not differ among themselves. The molecular mass of the exopolysaccharide produced by Sphingobium sp. was 1,13 x 10³ Daltons. The others polymers did not have the molecular mass determined for not showing solubility in water.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/23435
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado - (PPGBiotec)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação Final - Jamille Almeida.pdf1.27 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA