DSpace

RI UFBA >
Escola de Nutrição >
Artigos Publicados em Periódicos (Nutrição) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/2305

Title: Efeito do tratamento com triptofano sobre parâmetros do comportamento alimentar em ratos adultos submetidos à desnutrição neonatal
Other Titles: Revista de Nutrição
Authors: Santos, Judelita Carvalho
Deiró, Adenilda Queirós Santos
Morais, Graciele Lima
Santana, Laila Hohlenwerger Silva
Brito, Monique Gomes
Araújo, Rachel Chagas Silva
Castro, Raul Manhães de
Deiró, Tereza Cristina Bomfim de Jesus
Medeiros, Jairza Maria Barreto
Keywords: Comportamento alimentar;Desnutrição;Ratos;Serotonina;Triptofano;Feeding behavior;Malnutrition;Rats;Serotonin;Tryptophan
Issue Date: 2010
Abstract: OBJETIVO: Investigou-se os efeitos do tratamento com triptofano sobre o consumo alimentar em ratos adultos, submetidos ou não a desnutrição precoce. MÉTODOS: Sessenta e quatro ratos Wistar machos foram divididos em nutridos (n=32, caseína=17%) e desnutridos (n=32, caseína=8%), de acordo com a dieta materna empregada no período de lactação. Após o desmame, todos os ratos receberam dieta com 23% de proteína. Pesos corporais foram avaliados no sétimo, vigésimo primeiro e septuagésimo dias de vida. Aos setenta dias de idade, cada grupo nutricional foi dividido em subgrupos: Nutrido-Salina (n=16) e Nutrido-Triptofano (n=16), Desnutrido-Salina (n=16) e Desnutrido-Triptofano (n=16). Os grupos receberam diariamente 1,0mL/100g de triptofano, na dose de 50mg/kgP ou salina (0,9%NaCl), durante 14 dias. Neste período foram realizados os estudos dos parâmetros do comportamento alimentar. Posteriormente obteve-se a média do consumo alimentar relativo e a média do ganho de peso relativo. As análises estatísticas foram feitas utilizando os testes t Student e ANOVA seguido de Tukey, com p<0,05. RESULTADOS: As ninhadas de mães alimentadas com dieta hipoproteica mantiveram pesos inferiores comparados com as ninhadas nutridas (p<0,01) até os setenta dias de vida. Os ratos nutridos tratados com triptofano (M=6,88, DP=0,05) reduziram a ingestão alimentar comparados aos nutridos salina (M=7,27, DP=0,08) (p<0,01). Contudo, não houve efeito sobre o ganho de peso. Entre os desnutridos nenhuma diferença foi encontrada. CONCLUSÃO: Nesse estudo, a restrição proteica neonatal alterou a evolução ponderal em ratos. Além disso, a desnutrição precoce tornou os ratos adultos resistentes aos efeitos inibitórios do triptofano sobre a ingestão alimentar.
Description: p. 503-511,July/Aug.
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/2305
ISSN: 1415-5273
Appears in Collections:Artigos Publicados em Periódicos (Nutrição)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
a03v20n6.pdf317.33 kBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA