DSpace

RI UFBA >
Instituto de Ciências da Saúde - ICS >
Programa de Pós-Graduação em Processos Interativos dos Órgãos e Sistemas (PPGORGSISTEM) >
Artigos Publicados em Periódicos (PPGORGSISTEM) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/22906

Title: Violência contra crianças segundo registros do Sistema de Informação de Agravos de Notificação - SINAN, Bahia, Brasil - 2008 a 2012
Other Titles: Revista de Ciências Médicas e Biológicas
Authors: Barreto, Christianne Sheilla Leal Almeida
Araújo, Roberto Paulo Correia de
Martins Júnior, Davi Felix
Keywords: Violência.;Criança.;Epidemiologia.;Notificação de doenças.
Issue Date: May-2012
Publisher: Instituto de Ciências da Saúde/ Universidade Federal da Bahia
Citation: R. Ci. med. biol., Salvador, v.11, n.2, p.140-148, mai./set. 2012.
Abstract: Introdução: A violência é um dos maiores desafios enfrentados atualmente pelas autoridades de saúde em todo o mundo, pois atinge a humanidade sob diversas formas e em diferentes cenários. A constatação da violência contra a criança sensibilizou a sociedade e, por conseguinte, as autoridades de saúde do Estado da Bahia têm articulado ações em defesa da população infantil vitimada pela violência, amparadas pela legislação brasileira que assegura a proteção desses indivíduos. Objetivo: Verificar as informações sobre a violência contra crianças residentes na Bahia, disponíveis no banco de dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação - SINAN da Secretaria Estadual da Saúde. Metodologia: Estudo descritivo que buscou levantar e analisar a totalidade dos registros de violência contra crianças na faixa etária de 0 a 12 anos, notificados pelos profissionais dos estabelecimentos de saúde do Estado da Bahia e posteriormente armazenados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação – SINAN. Resultados: Os dados de 2.225 registros foram levantados e analisados revelando que as vítimas mais frequentes foram as crianças menores de 1 ano de idade, do sexo feminino, residentes na zona urbana, mais acometidas pela violência física, atingidas com maior frequência na cabeça ou face e a lesão corporal mais encontrada foi a contusão. Conclusão: O setor saúde constitui um dos caminhos para onde afluem as consequências dos atos violentos praticados contra a criança e as instituições de saúde têm um papel essencial na produção e difusão de informações para a prevenção da violência e promoção da saúde.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/22906
ISSN: 2236-5222
Appears in Collections:Artigos Publicados em Periódicos (PPGORGSISTEM)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
4_v.11_2.pdf438.55 kBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA