DSpace

RI UFBA >
Instituto de Saúde Coletiva - ISC >
Dissertações de Mestrado Acadêmico (ISC) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/22469

Title: Avaliação da implantação da atenção à hipertensão arterial sistêmica em Equipes de Saúde da Família: estudo de caso.
Authors: Silva, Verônica Copque
???metadata.dc.contributor.advisor???: Vilasbôas, Ana Luiza Queiróz
Keywords: Avaliação em Saúde;Atenção Primária à Saúde;Doenças Crônicas Não Transmissíveis;Hipertensão Arterial Sistêmica
Issue Date: 9-May-2017
Abstract: A elevada prevalência das doenças crônicas não transmissíveis, que vêm se tornando “o padrão epidemiológico dominante” em todos os países, tem trazido impacto importante crescente em termos de custos assistenciais e gerados perdas na funcionalidade e na qualidade de vida dos pacientes. Dentre estas doenças, as doenças cardiovasculares se destacam como principais causas dos óbitos no Brasil e a Hipertensão Arterial Sistêmica é um importante fator de risco para a ocorrência destas doenças. Pesquisas brasileiras vêm demonstrando o aumento da prevalência da HAS, apesar da existência de diversas políticas públicas no país direcionadas ao tratamento, prevenção e controle do agravo, principalmente no âmbito da Atenção Primária à Saúde. Este estudo teve como objetivo geral analisar a implantação da atenção à HAS em Equipes de Saúde da família de um município da Região Micro Leste do Estado da Bahia no ano de 2013. Trata-se de uma pesquisa avaliativa, do tipo análise de implantação 1B, orientada pelo estudo de caso único, com dois níveis de análise, foi elaborado um modelo lógico com os componentes da atenção à HAS. Para identificar os determinantes contextuais da gestão municipal da atenção primária que podem ter influência na implantação foram analisados os aspectos estruturais (recursos físicos, humanos, materiais e financeiros necessários para garantia do cuidado), planejamento, acompanhamento e avaliação das ações das Equipes de Saúde da Família. A produção dos dados foi obtida com a realização de entrevistas, análise documental e observação não participante. Este estudo permitiu uma aproximação à dinâmica do trabalho em saúde da família para atenção à HAS, evidenciado distanciamento entre aquilo que está preconizado e ao que de fato se efetiva na prática. Os resultados demonstraram que na Equipe Verde a atenção ao agravo está parcialmente implantada e na Equipe Amarela não está implantada, o que indica um possível comprometimento no controle dos níveis pressóricos dos portadores acompanhados, bem como fragilidades no desenvolvimento de ações para a prevenção das complicações e consequentemente pouco impacto na redução da incidência da doença. A análise do contexto na busca de fatores influenciadores do grau de implantação da atenção à HAS possibilitou identificar como principais fragilidades as questões organizacionais da gestão municipal da APS, tais como: baixa cobertura da ESF e do PACS, pouco apoio logístico e técnico para as equipes, insuficiência dos insumos, equipamentos, ações de qualificação dos profissionais, dificuldades de acesso à rede de referência e pouca priorização do agravo nas ações planejadas, bem como inexistência de dotação orçamentária para lidar com o problema das doenças crônicas não transmissíveis. Aponta-se a necessidade de acompanhar e avaliar as práticas das equipes através de mecanismos potencializadores de mudanças, com destaque para os processos de educação permanente e apoio institucional, dispositivos que objetivam evidenciar os problemas na organização dos serviços da APS e buscar soluções com vistas a atender as necessidades da população, dos trabalhadores e dos gestores, acionando movimentos de recomposição dos meios de trabalho, da reestruturação do trabalho propriamente dito e da redefinição das relações sociais e técnicas.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/22469
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado Acadêmico (ISC)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação Verônica Copque Silva. 2014.pdf1.52 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA