DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Medicina da Bahia >
Trabalhos de Conclusão de Curso – TCC (Medicina) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/21365

Title: Envolvimento facial e gravidade da psoríase
Authors: Passos, Adriana Nunes
???metadata.dc.contributor.advisor???: Oliveira, Maria de Fátima Santos Paim de
Keywords: Psoríase;Face;Doença de pele
Issue Date: 8-Feb-2017
Abstract: A psoríase é uma desordem inflamatória crônica, cuja prevalência varia entre 0% e 6,6%. Caracteriza-se multissistêmicas e padrões e distribuição corpórea variáveis. O acometimento facial é negligenciado na maioria das descrições, embora alguns estudos indiquem que este seja um preditor de gravidade da psoríase. Objetivo: Comparar a gravidade da psoríase, medida pelo Psoriasis Area and Severity Index (PASI) e Dermatology Life Quality Index (DLQI), em pacientes com e sem acometimento facial. Métodos: Trata-se de estudo de corte transversal, cujo tamanho amostral calculado utilizando a fórmula: N=2xDP x(zα+zβ) /d foi de 63 indivíduos para cada um dos dois grupos. Foram incluídos pacientes acompanhados no ambulatório Neto/Complexo HUPES no período de Abril/2014 a Janeiro/2016. Os participantes foram todos voluntários, maiores de 18 anos, que assinaram o TCLE. As informações demográficas foram obtidas através de formulário pré-estruturado. As avaliações da gravidade da psoríase e da qualidade de vida dos pacientes foram mensuradas utilizando-se o PASI e DLQI, respectivamente. Utilizaram-se as seguintes técnicas estatísticas: teste de Kolmogorov- Smirnov, teste qui-quadrado e teste Mann-Whitney; considerado estatisticamente significante valores de p menores ou iguais a 0,05. Resultados: Um total de 126 pacientes foi incluído, dos quais 63 (50,0%) tinham lesão em face. A localização de lesão em face mais frequente (40) foi o pavilhão auricular (63,5%). A média do PASI encontrada no grupo com envolvimento facial foi 14,0 em contraste com 5,6 do grupo sem lesão facial (p<0,01). A do DLQI para estes grupos foram, respectivamente, 7,5 e 4,7 (p=0,01). Conclusão: O envolvimento facial foi marcador de gravidade da psoríase e sua identificação deve influenciar na conduta terapêutica.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/21365
Appears in Collections:Trabalhos de Conclusão de Curso – TCC (Medicina)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Adriana Nunes Passos.pdf8.49 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA