DSpace

RI UFBA >
Instituto de Psicologia >
Programa de Pós-Graduação em Psicologia (PPGPSI) >
Dissertações de Mestrado (PPGPSI) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/21266

Title: Envolvimento acadêmico e autoeficácia na transição para o trabalho: um estudo com universitários concluintes
Authors: Fleming, Silvia
???metadata.dc.contributor.advisor???: Magalhães, Mauro
Keywords: Envolvimento acadêmico;autoeficácia;transição escola-trabalho
Issue Date: 25-Jan-2017
Abstract: A transição da universidade para o trabalho marca um período de importantes mudanças psicossociais para o estudante. Neste momento, o jovem é convidado a mudar de papel social e a se inserir profissionalmente em um mercado cercado de incertezas. Para ter sucesso nesta transição, é preciso implementar algumas tarefas e segundo a abordagem sóciocognitiva de carreira, quanto mais confiante o sujeito está sobre sua capacidade para realizar uma tarefa, maior é a chance dele implementá-la. Neste sentido, a experiência universitária deve ser um importante promotor de comportamentos preparatórios para o ingresso no mercado de trabalho e, segundo as teorias do impacto, o envolvimento acadêmico do estudante é a força motriz para aquisição de resultados positivos na graduação. Com base na literatura contemporânea da área, esta pesquisa objetivou investigar a existência de relação entre envolvimento acadêmico e crença de autoeficácia na transição para o trabalho (AETT) entre estudantes concluintes de cursos de graduação. Esta é uma pesquisa quantitativa, que contou com uma amostra de 312 estudantes pertencentes a instituições de ensino superior públicas e privadas da cidade de Salvador. Para caracterização da amostra, foi adotado um questionário demográfico contendo 22 itens; para investigação do envolvimento acadêmico, o Student Engagement Questionaire (SEQ) foi traduzido, reduzido e adaptado para realidade brasileira e continha 42 itens no formato final e para investigação da autoeficácia na transição para o trabalho, foi adotada a AETT-Br, escala de Auto Eficácia na Transição para o Trabalho, versão brasileira, que contém 28 itens. O instrumento completo, contendo 92 itens, foi aplicado em plataforma virtual. Após coleta, os dados foram submetidos a análise fatorial, que indicaram a necessidade de reconfiguração da estrutura fatorial do instrumento utilizado para investigação do envolvimento acadêmico. Assim, foi adotada a solução de 4 fatores indicada pelo screeplot, que apresentou eigenvalue ≥ 1,70 e juntos explicaram 42,9% da variância. Em seguida, foram feitas correlações de Pearson e análises de regressão múltipla e linear para verificação das contribuições específicas do envolvimento acadêmico. Os resultados indicam que o envolvimento acadêmico geral influencia a AETT (r = 0,447; p<0,01) e que dentre as dimensões do envolvimento acadêmico, as que exercem maior influência sobre a AETT são preparação para carreira (r = 0,474; p<0,01) e integração social (r = 0,403; p<0,01). Notou-se também que as dimensões dedicação acadêmica (r = 0,296; p<0,01) e participação em atividades obrigatórias (r = 0,203; p<0,01) apesar de apresentaram relação significativa com a AETT, estas relações são mediadas pela preparação para a carreira e pela integração social. Os dados sugerem que a confiança do universitário sobre sua capacidade para transitar da escola para o trabalho está associada à integração com o ambiente social da universidade, bem como ao esforço despendido ao longo da graduação, especialmente nas atividades de preparação para carreira. Esta pesquisa apresenta importantes contribuições ao desenvolvimento de novos estudos brasileiros sobre a inserção de egressos do ensino superior no mercado de trabalho. Palavras-Chave: experiência universitária; envolvimento acadêmico; autoeficácia; transição escola-trabalho.
The school-to-work transition process points out a period of major psychosocial changes to the student. At this time, the young man is asked to change his social role and to enter professionally in a market surrounded by uncertainties. To succeed in this transition process, it is required to implement some tasks, and according to the socio-cognitive approach to career, the more confident the person is about his ability to perform a task, the greater the chance of him implement it. In this sense, the university experience should be an important promoter of preparatory behaviours for entry into the labour market and, according to the theories of the impact, the student's academic involvement is the driving force for the student to obtain positive results during his undergraduate course. Based on contemporary literature in the field, this research aimed to investigate the existence of a relationship between academic involvement and self-efficacy belief in the school-to-work transition (AETT) between graduating undergraduate courses. This is a quantitative research, which included a sample of 312 students belonging to public and private higher education institutions in the city of Salvador. To characterize the sample, it was adopted a demographic questionnaire containing 22 items; to investigate the academic involvement, the Student Engagement Questionnaire (SEQ) was translated, reduced and adapted to the Brazilian reality and contained 42 items in its final form, to investigate the self-efficacy in the school-to-work transition, it was adopted the AETT-Br, Self Efficacy Scale in School-to-Work Transition, brazilian version, which contains 28 items. The complete instrument, containing 92 items, was applied to virtual platform. After data collection, the data were subjected to factor analysis, which indicated the need for reconfiguration of the factorial structure of the instrument used to investigate the academic involvement. Thus, it was adopted the solution of 4 factors indicated by screeplot, who presented eigenvalue ≥ 1.70 and together explained 42.9% of the variance. Then, Pearson correlations and multiple linear regression analyses were used to verify the specific contributions of academic involvement. The results indicate that the overall academic involvement influences AETT (r = 0.447; p <0.01) and that among the dimensions of academic involvement, those who have more influence on the AETT are preparing for career (r = 0.474; p <0.01) and social integration (r = 0.403, p <0.01). It was also noticed that the dimensions of academic dedication (r = 0.296; p <0.01) and participation in compulsory activities (r = 0.203; p <0.01), although had a significant relationship with AETT, these relations are mediated by preparation for career and social integration. The data suggest that the confidence of the student on their ability to move from the school to work is associated with integration with the social environment of the university, as well as the effort expended over graduation, especially in preparation for career activities. This research presents important contributions to the development of new Brazilian studies on the insertion of higher education graduates in the labour market. Keywords: college experience; academic engagement; self-efficacy, transition school-work.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/21266
ISSN: Dissertação
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGPSI)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação de Mestrado em Psicologia na UFBA.Autora-Silvia Fleming.pdf2.28 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA