DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Medicina da Bahia >
Trabalhos de Conclusão de Curso – TCC (Medicina) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/20754

Title: Leucemia/linfoma de células T do adulto nas Américas do /sul e Central e Caribe: uma revisão sistemática.
Authors: Carvalho, Rebeca Fernandes de
???metadata.dc.contributor.advisor???: Bittencourt, Achilea Candida Lisboa
???metadata.dc.contributor.advisor-co???: Oliveira, Pedro Dantas
Keywords: Leucemia/linfoma de células T do adulto;vírus linfotrópico para células T humanas do tipo 1;América do Sul;América Central;Caribe
Issue Date: 6-Oct-2016
Abstract: A leucemia/linfoma de células T do adulto (ATL) é uma doença linfoproliferativa incomum do linfócito T CD4+ maduro causada pelo vírus linfotrópico para células T humanas do tipo 1 (HTLV-1). O HTLV-1 é endêmico no Japão, no Caribe, na África, nas Américas do Sul e Central e no sudeste dos Estados Unidos, e estima-se que há cerca de 10 a 20 milhões de portadores do vírus no mundo. Cerca de 5% dos portadores do vírus podem manifestar doenças de difícil controle como o ATL, a paraparesia espástica tropical/mielopatia associada ao HTLV-1 (HAM/TSP), a dermatite infecciosa associada ao HTLV-1 (DIH) e a uveíte associada ao HTLV-1. A ATL é uma forma agressiva de leucemia/linfoma caracterizada pelo curto tempo de sobrevida e pouca resposta à quimioterapia. A ATL classifica-se em formas aguda, crônica, smoldering, linfomatosa e tumoral primária de pele. A ATL é uma doença grave com evolução mais agressiva e com tratamento diferenciado, quando comparada aos outros linfomas T. Assim, objetivamos identificar o número de casos de ATL publicados nos países das Américas do Sul e Central e Caribe e correlacionar o número de casos de ATL publicados com a prevalência da infecção pelo vírus nos diferentes países. Foram aplicados métodos booleanos de pesquisa nas bases de dados MedLine, SciElo, Lilacs, MedCarib, CUMED e Coleciona SUS através dos mecanismos de busca PubMed, Bireme e Scielo. Foram identificados 858 casos, sendo 268 diagnosticados no Brasil, 201 na Martinica, 128 na Jamaica, 118 no Peru, 46 no Chile, 26 na Colômbia, 23 em Barbados, 18 na Guiana Francesa, 15 na Argentina, 13 em Dominica, 4 na Venezuela, 4 no Panamá e 1 em Cuba, com a idade variando de 9 a 93 anos, com média de 50,11 anos. Entretanto, nos últimos 10 anos, muitos países deixaram de publicar seus casos. Desta forma, torna-se impossível a identificação da incidência dos casos de ATL, aumentando a negligência quanto a esta.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/20754
Appears in Collections:Trabalhos de Conclusão de Curso – TCC (Medicina)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Rebeca Fernandes de Carvalho - Monografia final.pdf502.68 kBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA