DSpace

RI UFBA >
Instituto de Psicologia >
Programa de Pós-Graduação em Psicologia (PPGPSI) >
Dissertações de Mestrado (PPGPSI) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/19005

Title: Mapas pensantes® como recurso cognitivo de intervenção para estudantes do ensino médio
Authors: Carvalho, Carla Oliveira de
???metadata.dc.contributor.advisor???: Abreu, José Neander Silva
Keywords: Mapas Pensantes;Compreensão de leitura;Desempenho Acadêmico;Intervenção;Reading comprehension;Academic performance;Intervention
Issue Date: 28-Apr-2016
Abstract: Os Mapas Pensantes® são um conjunto de recursos visuais de ensino associados a processos cognitivos que vem sendo usado para intervenções em ambientes de aprendizagem. Atualmente sugere-se que, ao ser usado por professores no contexto escolar, atuam como uma linguagem comum, aprimorando a aprendizagem e transformando informações em conhecimento ativo, além de facilitar a comunicação e compartilhamento de reflexões lógicas. Os estudos indicam que o uso dos Mapas Pensantes® promovem o desenvolvimento acadêmico, ampliação do vocabulário, aprimoramento da compreensão de leitura e do raciocínio matemático, além de desenvolver habilidades sociais e intrapessoais. Objetivos. O presente trabalho teve por objetivos revisar estudos sobre os Mapas Pensantes®, estabelecendo relações com desenvolvimento da compreensão de leitura à luz do Modelo Multicomponente de Memória Operacional, além de apresentar pesquisa que investigou o impacto do uso dos Mapas Pensantes®, durante as aulas de Língua Portuguesa e Redação, no desenvolvimento da compreensão de leitura de estudantes do 1o ano do ensino médio de uma escola pública. Materiais e Métodos. Participaram da pesquisa 40 adolescentes, com idades entre 15 e 18 anos, estudantes de escola pública situada em região urbana de Salvador - Bahia, Brasil. A amostra foi previamente dividida em dois grupos pelo sistema escolar. Os participantes preencheram questionário sociodemográfico, e foram avaliados quanto à habilidade de compreensão de leitura. Além disso, foram computadas suas notas escolares de Língua Portuguesa e Redação, pré e pós intervenção. Para avaliação da inteligência e como critério de inclusão foi aplicado o teste Matrizes Progressivas de Raven, que avalia a inteligência fluida, excluindo estudantes com déficit intelectual. Os grupos (1 e 2) receberam diferentes quantidade de horas de intervenção (14 ou 6 horas, respectivamente), com uso dos MP durante as aulas de Língua Portuguesa e Redação. O desempenho dos dois grupos foi comparado com uso de testes estatísticos não paramétricos. Resultados. No estudo 1, a revisão da literatura sugere que, sendo a memória operacional uma função cognitiva relevante como preditor para a aprendizagem, o seu processamento exerce efeito na habilidade de compreensão de leitura, que por sua vez influencia no desempenho acadêmico. Estudos também indicam que o uso de recursos visuais e verbais, incluindo organizadores gráficos, contribui para o acionamento dos subsistemas passivos da memória operacional. No estudo 2, os grupos 1 e 2 não apresentaram melhoras na compreensão de leitura, independentemente do número de horas de intervenção com os Mapas Pensantes®. Apesar de ter havido um incremento entre o Momento 1 e o Momento 2 do Grupo 1 nas notas de Redação, este não foi significante. Não houve diferenças nas notas de Língua Portuguesa nos Momentos 1 e 2 para os dois grupos. As análises de correlação mostraram correlação positiva entre a medida de inteligência (RAVEN) e a compreensão de leitura no Grupo 1, mas não no Grupo 2. Em ambos os grupos mostrou-se correlação negativa entre a idade e o desempenho acadêmico, sendo significativo apenas para o Grupo 1. Conclusão: Os resultados sugerem que o uso dos Mapas Pensantes® não tiveram impacto no desempenho dos participantes em relação à avaliação de compreensão de leitura em estudantes do 1º ano do ensino médio, independentemente do número de horas de intervenção. Investigações da compreensão de leitura com instrumentos com maior confiabilidade são necessárias para investigar a eficácia dos Mapas Pensantes® como recurso de intervenção para melhoramento do desempenho acadêmico. Mapas Pensantes® are a set of visual teaching resources associated with cognitive processes used for interventions in learning environments. Currently it is suggested that, when used by teachers in school context, act as a common language, improving learning and transforming information into knowledge, facilitating communication and sharing of logical thinking. Studies indicate that the use of Mapas Pensantes® promote academic development, expansion of vocabulary, improvement on reading comprehension and mathematical reasoning, as well as developing social and intrapersonal skills. Objectives: This work aimed to review studies on Mapas Pensantes® establishing relationships with development of reading comprehension in light of the Multi-component Working Memory Model, and to present research that investigated the impact of the use of Mapas Pensantes® during Portuguese Language and Writing classes in the development of reading comprehension of students of the first year of high school from a public school. Materials and Methods: The participants were 40 adolescents, aged between 15 and 18, from a public school students located in the urban area of Salvador - Bahia, Brazil. The sample was previously divided into two groups by the school system. Participants completed sociodemographic questionnaire and were assessed for reading comprehension ability. In addition, their Portuguese Language and Writing grades were computed, pre and post intervention. For evaluation of intelligence and as inclusion criterion was applied Raven's Progressive Matrices test, which evaluates the fluid intelligence, excluding students with intellectual deficit. Groups (1 and 2) had different amount of hours of intervention (14 or 6 hours, respectively) using the Mapas Pensantes® during the Portuguese Language and Writing classes. The performance of the two groups was compared using non-parametric statistical tests. Results: In study 1, the literature review suggests that working memory is an important cognitive function as a predictor for learning, and that its processing has an effect on the ability of reading comprehension, which in turn influences on academic performance. Studies also indicate that the use of visual and verbal resources, including graphic organizers, contributes to the activation of the working memory passive subsystems. In study 2, groups 1 and 2 showed no improvement in reading comprehension, regardless of the number of hours of intervention using Mapas Pensantes®. Although there was an increase between Moment 1 and Moment 2 of Group 1 in Writing grades, this was not significant. There were no differences in the Portuguese Language grades in Moment 1 and Moment 2 for the two groups. Correlation analysis showed positive correlation between measured intelligence (RAVEN) and reading comprehension in Group 1, but not in Group 2. Both groups showed a negative correlation between age and academic performance, but only significantly for Group 1. Conclusion: The results suggest that the use of Mapas Pensantes® had no impact on the performance of participants with regard to reading comprehension assessment in students of the 1st year of high school, regardless of the number of hours of intervention. Reading comprehension investigations using instruments with greater reliability are necessary in order to investigate the effectiveness of Mapas Pensantes® as and intervention resource for improving academic performance.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/19005
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGPSI)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO - CARLA OLIVEIRA DE CARVALHO.pdf2.15 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA