DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Medicina da Bahia >
Pós-Graduação em Ciências da Saúde (POS_CIENCIAS_SAUDE) >
Dissertações de Mestrado (POSSAUDE) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/18922

Title: Características vocais de idosas praticantes de ginástica aeróbica em instituições privadas de Salvador-Ba
Authors: Machado, Famiely Colman Machado de
???metadata.dc.contributor.advisor???: Lessa, Marcus Miranda
???metadata.dc.contributor.advisor-co???: Cielo, Carla Aparecida
Keywords: Voz;Envelhecimento;Ginástica;Idoso;Distúrbios da voz;Espectrografia
Issue Date: 20-Apr-2016
Abstract: INTRODUÇÃO: As características vocais dos idosos sofrem modificações em função do processo de envelhecimento, que altera estruturalmente e funcionalmente a laringe. Como atenuador desse processo, a ginástica aeróbica traz benefícios para o corpo e a mente dos idosos, além de poder influenciar a voz desses indivíduos. OBJETIVO: Caracterizar a voz das idosas praticantes de ginástica aeróbica. MÉTODOS: Foi coletada a emissão vocal /a:/ de 58 idosas praticantes de ginástica aeróbica para a análise computadorizada da voz através do programa Real Time Spectrogram da Kay PENTAX® e do Multi Dimensional Voice Program Advanced e para análise perceptivoauditiva, através da escala RASATI. RESULTADOS: A associação entre os parâmetros vocais perceptivoauditivos e acústicos não foram estatisticamente significativos, mas demonstraram qualidade vocal com menos desvios. A associação entre as medidas acústicas e a idade apresentou resultado estatisticamente significativo para a medida de frequência fundamental máxima. Não houve correlação entre o tempo de ginástica aeróbica e medidas acústicas, porém houve correlação dessas medidas com a idade. Houve correlação positiva estatisticamente significativa entre a frequência fundamental máxima e a mínima com aspereza e desvio padrão da frequência fundamental com rouquidão, soprosidade e astenia; medidas de Jitter e Shimmer com rouquidão, soprosidade e astenia; medidas de ruído com rouquidão, soprosidade e aspereza; medidas de quebra de voz com rouquidão e soprosidade; medidas de segmentos surdos com rouquidão e astenia; medidas de subharmônicos com rouquidão; medidas de tremor vocal com soprosidade, astenia e instabilidade. Correlação negativa estatisticamente significativa: f0 mínima com soprosidade; medidas de Jitter com tensão; índice de fonação suave com aspereza e instabilidade. Além disso, as idosas apresentaram para EBE média intensidade da cor do traçado, pouca presença de ruído, de substituições de harmônico por ruído e de subharmônicos. Para EBL as idosas apresentaram média intensidade da cor do traçado dos formantes (F), pouca presença de ruído e média definição de F1 e F2. Verificou-se correlação negativa entre F2 e o grupo de 60 anos e de F3 com a idade geral. CONCLUSÃO: Apesar de passarem pelo processo de envelhecimento, que pode alterar em maior ou menor intensidade as características vocais, as idosas praticantes de ginástica aeróbica apresentaram poucas alterações nos parâmetros perceptivoauditivos, nas medidas acústicas e no traçado espectrográfico.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/18922
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (POSSAUDE)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação_Med_ Famiely Colman Machado de Machado.pdf2.42 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA