DSpace

RI UFBA >
Escola de Nutrição >
Programa de Pós-Graduação em Alimentos, Nutrição e Saúde (PGNUT) >
Dissertações de Mestrado (PGNUT) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/18904

Title: Desnutrição neonatal em ratos suplementados com L-triptofano: estudo da plasticidade fenotípica no crescimento e no consumo alimentar
Authors: Meira, Glécia Leolina de Souza
???metadata.dc.contributor.advisor???: Deiró, Tereza Cristina Bomfim de Jesus
???metadata.dc.contributor.advisor-co???: Medeiros, Jairza Maria Barreto
Keywords: Triptofano;Serotonina;Comportamento alimentar;Crescimento;Desnutrição;Período crítico
Issue Date: 20-Apr-2016
Abstract: A manipulação do sistema serotoninérgico e a restrição proteica no período crítico, podem de maneira independente resultar em alterações no desenvolvimento somático e no comportamento alimentar de ratos com repercussões ao longo da vida. O objetivo desse trabalho foi investigar, em ratos normais ou precocemente desnutridos, as repercussões do tratamento com L-triptofano (15mg/kg) sobre o crescimento somático no período de aleitamento e sobre o consumo alimentar aos 30 e aos 60 dias de vida. Para isso, ratos Wistar machos cujas mães receberam dieta normoproteica (NUT), ou hipoproteica (DES) durante a lactação foram subdivididos em grupos tratados com uma dose diária via s.c de L- triptofano,15mg/kg, (TRP) ou água destilada, 1ml/100g de peso corporal (AD) do 7º ao 21º dia pós-natal. Os grupos assim definidos: (NUT AD), (NUT TRP), (DES TRP) e (DES AD) foram do 1o ao 21o dia, submetidos às seguintes avaliações murinométricas: peso corporal (PC), comprimento da cauda (CC), eixos do crânio látero-lateral e ântero-posterior (ELLC e EAPC) e eixo longitudinal (EL). Do 30º ao 37º (fase jovem) e 60º ao 67º dia de vida (adulto jovem) foram avaliados: Peso corporal (PC), ganho absoluto de peso corporal (GAPC) e relativo (GRPC), ingestão absoluta de ração (IAR) e relativa (IRR), ingestão absoluta de água (IAA) e relativaiva (IRA), excreção absoluta fecal (EAF) e relativa (ERF), excreção absoluta urinária (EAU) e relativa (ERU) e o Coeficiente de eficácia alimentar (CEA). A ANOVA foi empregada, seguido de teste de Holm-Sidak. Todos os grupos foram comparados ao grupo NUT AD. Houve redução do EL, PC, ELLC e EAPC no grupo DES AD e DES TRP (p<0,05). O CC não diferiu entre os grupos. Na fase jovem, a redução do PC se manteve no grupo DES AD (17,7%) e no grupo DES TRP (21,9%), já na fase adulta não houve diferença do PC entre os grupos. O GAPC foi menor nos grupos DES AD (20,3%) e DES TRP (22,1%) do 30º ao 37º dia, não houve diferença na segunda fase do comportamento alimentar (60º ao 67º dia). O consumo de ração não diferiu entre os grupos em nenhuma idade avaliada. Foi observado aumento na excreção fecal relativa no grupo DES AD (26,8%), e no grupo DES TRP (24,9%) na fase jovem e redução na excreção fecal de DES AD (24,4%) e DES TRP (25,6%) do 60º ao 67º dia. Foi observada diminuição na excreção urinária absoluta do 30º ao 37º dia no grupo DES AD (40,6%) e no grupo DES TRP (41,3%). Na ingestão de água e no CEA não foi observada diferença entre os grupos. Em síntese o grupo desnutrido apresentou redução de parâmetros de crescimento e mudanças em aspectos do consumo alimentar. Nenhuma alteração foi encontrada no grupo nutrido com triptofano. Na dose administrada o triptofano não alterou parâmetros de crescimento e desenvolvimento em ratos nutridos ou desnutridos durante o período crítico.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/18904
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PGNUT)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação_Nut_ Glécia Leolina de Souza Meira.pdf2.92 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA