DSpace

RI UFBA >
Escola de Nutrição >
Programa de Pós-Graduação em Alimentos, Nutrição e Saúde (PGNUT) >
Dissertações de Mestrado (PGNUT) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/18879

Title: Parâmetros inflamatórios, nutricionais e clínicos no renal crônico em tratamento conservador.
Authors: Almeida, Alessandra Fortes
???metadata.dc.contributor.advisor???: Medeiros, Jairza Maria Barreto de
Keywords: Doença Renal Crônica;Proteína C Reativa;Inflamação;Estado nutricional;Hipoalbuminemia
Issue Date: 19-Apr-2016
Abstract: Objetivo: Avaliar a associação entre inflamação, parâmetros nutricionais e clínicos em pacientes renais crônicos em tratamento conservador. Desenho: Transversal e observacional. Local: Este estudo foi realizado no ambulatório de nutrição em nefropatias em um hospital universitário de Salvador, Bahia, Brasil. Sujeitos: 92 pacientes adultos e idosos, de ambos os sexos, com doença renal crônica em tratamento conservador clinicamente estáveis atendidos ambulatorialmente. Método: A proteína C reativa foi utilizada como marcador inflamatório. Os parâmetros nutricionais foram avaliados por meio de indicadores antropométricos, como IMC, pregas cutâneas e ângulo de fase através da bioimpedância elétrica. Dados demográficos, comportamentais e clínicos (incluindo exames bioquímicos) também foram coletados e avaliados. Resultados: Quinze pacientes (16,3%) tinham PCR ≥ 10,0 mg/dL e foram considerados com inflamação. Neste grupo observou-se que os participantes apresentavam valores de perfil lipídico significativamente menores, com colesterol total médio de 171 mg/dL e LDL-C médio de 95 mg/dL quando comparado ao grupo sem inflamação com médias de 198mg/dL e 124mg/dL, respectivamente. No grupo com inflamação 33,3% apresentavam hipoalbuminemia, comparado com 6,5% no grupo sem inflamação (p 0,002). Não foram encontradas diferenças entre os grupos em relação às demais variáveis avaliadas. Conclusão: O grupo com presença de inflamação apresentou prevalência maior de hipoalbuminemia e menores valores de perfil lipídico em relação ao grupo sem inflamação. Assim, os resultados sugerem que os níveis séricos de albumina podem ser influenciados pela inflamação medida através da PCR.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/18879
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PGNUT)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação_Nut_ Alessandra Fortes Almeida.pdf859.74 kBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA