DSpace

RI UFBA >
Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos - IHAC >
Programa Multidisciplinar de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade (Poscultura) >
Dissertações de Mestrado (Poscultura) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/18155

Title: Políticas Culturais na Bahia: Gestões de Paulo Souto (2003-2007) e Jaques Wagner (2007-2009)
Authors: Lima, Hanayana Brandão Guimarães Fontes
???metadata.dc.contributor.advisor???: Rubim, Antonio Albino Canelas
Keywords: Bahia;Políticas Culturais;Baianidade;Carlismo;Território de identidade;Governo Jaques Wagner;Governo Paulo Souto
Issue Date: 22-Oct-2015
Abstract: As políticas culturais desenvolvidas no período compreendido entre 1995-2006 na Bahia conciliaram ações de financiamento da produção a partir de leis de incentivo, intervenções governamentais na preservação dos patrimônios material e imaterial e conceitos como identidade, adquirindo peculiaridades importantes à medida que a orientação da gestão cultural centralizou suas ações na capital do estado. As áreas de Cultura e Turismo foram unidas em uma mesma secretaria, numa iniciativa de transformar a Bahia em um importante destino turístico através de sua cultura, pautada em uma concepção de identidade singular para o estado, a partir dos signos do recôncavo baiano. Em 2007, um novo grupo político assume o governo estadual pretendendo adotar uma política cultural que rompe com a anterior. A princípio as pastas da Cultura e do Turismo são separadas; busca-se reconhecer a diversidade cultural do estado; implementar um modelo de gestão descentralizado capaz de envolver as comunidades beneficiadas, os poderes públicos, a sociedade civil organizada e a iniciativa privada; e, sobretudo pensar a cultura de maneira mais abrangente. Neste cenário, o presente estudo debruça-se sobre o momento de aparente transição, elegendo as políticas culturais desenvolvidas nas gestões de Paulo Souto (2003-2007) e Jaques Wagner (2007-2009), tentando compreender em que medida elas se aproximam ou se afastam. Para tanto, elegem-se quatro categorias (definição de cultura; conjunto de formulações e ações desenvolvidas ou que serão implementadas; objetivos e metas; instrumentos, meios e recursos acionados) dentro do padrão analítico de comparação entre políticas culturais proposto por Rubim (2007c). Pretende-se realizar a análise a partir de levantamento bibliográfico e realização de entrevistas estruturadas.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/18155
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (Poscultura)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
dissertação Hanayana.pdf2.69 MBAdobe PDFView/Open
dissertação Hanayana.pdf2.69 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA