DSpace

RI UFBA >
Instituto de Saúde Coletiva - ISC >
Dissertações de Mestrado Acadêmico (ISC) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/17928

Title: Grupo operativo e práticas de saúde em um Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF).
Authors: Santos, Izabel Josefa dos
???metadata.dc.contributor.advisor???: Silva, Denise Vieira da
Keywords: Grupo Operativo;Núcleo de Apoio à Saúde da Família – NASF;Organização do Trabalho;Operative Group;Support Team for Family Health - NASF;Labor Organization
Issue Date: 15-Jul-2015
Abstract: O objetivo geral da pesquisa foi analisar o processo grupal de desenvolvimento do trabalho adotado pelo NASF, no que diz respeito a sua tarefa institucional de apoio às Equipes de Saúde da Família (ESF) nas dimensões clinica, pedagógica e gerencial. Trata-se de uma pesquisa qualitativa na modalidade de pesquisa-ação, tendo como objeto de investigação uma intervenção institucional conduzida com a utilização da técnica dos grupos operativos de Pichon-Rivière, em dois grupos do NASF, no total de nove participantes. Nesse sentido é que a pergunta central foi formulada da seguinte maneira: Quais os efeitos da aplicação da metodologia dos grupos operativos na análise das práticas de saúde das equipes do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), da Secretaria de saúde do Município de Eunápolis-Ba? O estudo parte da análise da política de recursos humanos do Sistema único de Saúde (SUS), e as subsequentes políticas de gestão do trabalho e educação, humanização e educação permanente para situar o modelo recentemente implantado do NASF, pelo Ministério da Saúde. Em seguida apresenta uma síntese da teoria e técnica dos Grupos operativos de Pichon-Rivière, justificando a escolha por essa abordagem. Os resultados da análise do processo grupal apontaram para uma discrepância entre o papel instituído e o exercido pelos integrantes do NASF, em função da dificuldade de tradução das diretrizes e procedimentos estabelecidos, pela falta de capacitação e apoio institucional; a existência de fragilização dos vínculos decorrentes de contratos precários de trabalho e uma dinâmica competitiva interna do NASF e externa em relação às ESFs. O estudo concluiu pela efetividade da técnica dos grupos operativos na medida em que possibilitou a compreensão das dificuldades existentes, a autoanálise crítica e criativa e o delineamento de ações na direção de uma transformação individual e coletiva.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/17928
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado Acadêmico (ISC)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISS MP IZABEL JOSEFA SANTOS. 2015.pdf2.48 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA