DSpace

RI UFBA >
Escola de Teatro >
Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas (PPGAC) >
Dissertações de Mestrado (PPGAC) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/16835

Title: O que há do lado de lá? Cartas de um dueto da educação somática com o balé clássico
Authors: Baldi, Neila Cristina
???metadata.dc.contributor.advisor???: Grebler, Maria Albertina Silva
Keywords: balé clássico;educação somática;educação;dança
Issue Date: 19-Dec-2014
Abstract: Este estudo investiga e avalia o uso de procedimentos somáticos no ensino do balé clássico, tendo como campo de atuação o Curso de Licenciatura em Dança da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. Trata-se de um estudo de caso da disciplina Técnica de Corpo II – Introdução à Dança Clássica, ministrada no primeiro semestre de 2014 na Uesb, tendo como abordagem metodológica a cartografia, com inserções da pesquisa somático-performativa e da pesquisa (auto) biográfica. A dissertação foi escrita em formato de cartas e traz as narrativas das alunas que vivenciaram esta disciplina. Busca-se, com a pesquisa, registrar o processo de ensino-aprendizagem desta técnica de dança, por meio da educação somática, elencando como ele se dá e como interfere na constituição deste futuro profissional de dança. O estudo foi sustentado por teorias da dança, educação somática e (auto) biografia. Informações necessárias à análise vieram de diversos instrumentos de coleta: questionários, diários de bordo das alunas, reflexões e inventário pessoal. Neste estudo é discutido, inicialmente, como são tradicionalmente as aulas de balé clássicos, calcadas por uma visão mecanicista de corpo e dual – de separação corpo-mente. Apresentam-se as problemáticas desta concepção de corpo e suas origens, além da perspectiva de outra concepção, não cartesiana. São elencadas, então, as características de uma nova perspectiva para o corpo, a partir do soma, e como esta mudança afetou a dança. Discutem-se, desta forma, as contribuições que a educação somática trouxe à dança e como a mesma pode ser pensada como proposta pedagógica. Por fim, expõe-se o emprego de pressupostos somáticos, a partir de Rudolf Laban e Marie-Madeleine Béziers (Método da Coordenação Motora), em aulas de balé clássico. São discutidos, a partir disso, os resultados do uso da educação somática no balé clássico. A pesquisa revela que a educação somática pode facilitar a aprendizagem do balé clássico, bem como torná-la mais significativa. Do mesmo modo, conclui-se que os pressupostos somáticos aplicados ao balé clássico podem ser utilizados em outras técnicas de dança e, além de favorecer a autonomia do sujeito frente à construção do seu conhecimento em dança no/pelo corpo, auxiliam na mudança de percepção corporal e de visão de mundo.
This study investigates and evaluates the use of somatic proceedings in classical ballet teaching, using as field of action the undergraduate degree in Dance of the Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb). It is a case study of the class Body Techniques II – Introduction to Classical Dance - taught in the first period of 2014 at the Uesb, with cartography as methodological approach, and with inserts of somatic-performative research and (auto) biographical research. The thesis was written in the form of letters and brings the stories of the students who experienced this class. We aim, with this research, to record the teaching-learning process of this dance technique through somatic education, listing how it happens and how it interferes with the development of this future dance professional. The study was supported by theories of dance, somatic education and (auto) biography. Information needed for the analyses came from various collection instruments: questionnaires, students’ logbooks, reflections and personal inventory. Initially, this study discussed the traditional classical ballet classes, sustained by a mechanistic view of the body and a dual one of mind-body separation. The problems of this conception of the body and its origins are shown, besides of the perspective of another, non Cartesian, conception. The characteristics of a new soma-based perspective of the body are then listed and how this change affected dance. We discuss, in this way, the contributions that somatic education brought to dance and how it can be thought of as pedagogical proposal. Finally, we expose the use of somatic tenets, from Rudolf Laban and Marie-Madeleine Béziers (Method of Motor Coordination), in classical ballet classes. Based on this, we discuss the results of the use of somatic education in classical ballet. The research reveals that somatic education can facilitate the learning of classical ballet as well as make it more meaningful. Similarly, it is concluded that somatic principles applied to classical ballet can be used in other dance techniques and, besides favoring the subject’s autonomy in front of the construction of knowledge in dance in and by the body, assist in changing body perception and view of the world.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/16835
ISSN: CDD 793.3
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGAC)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
OQUEHADOLADODELÁ-CARTASDEUMDUETODAEDUCACAOSOMATICACOMOBALECLASSICO.pdf1.29 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA