DSpace

RI UFBA >
Instituto de Ciências da Saúde - ICS >
Programa de Pós-Graduação em Processos Interativos dos Órgãos e Sistemas (PPGORGSISTEM) >
Dissertações de Mestrado (PPGORGSISTEM) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/15740

Title: Doença Pariodontal: fator associado à asma grave?
Authors: Marques, Kaliane Rocha Soledade
???metadata.dc.contributor.advisor???: Gomes Filho, Isaac Suzart
???metadata.dc.contributor.advisor-co???: Cruz, Simone Seixas da
Keywords: Doença Periodontal;Asma-Doença Respiratória;Epidemiologia;Periodontite;Saúde
Issue Date: 29-Aug-2014
Abstract: A periodontite constitui-se uma doença crônica de grande prevalência na população, com repercussões imunológicas em todo o organismo. Estima-se que a periodontite pode influenciar na hiper-resposta inflamatória em indivíduos com asma, por meio de alterações imuno-inflamatórias, além de servirem como fontes de microrganismos para o desenvolvimento de infecções pulmonares. Objetivo: Avaliar a possível associação entre a presença periodontite e a asma grave. Método: Estudo caso-controle realizado na sede do ProAR, Salvador, Bahia. O tamanho atual da amostra é de 361 indivíduos, divididos em quatro grupos: grupo controle (sem diagnóstico de asma grave): 107 indivíduos; grupo caso 1 (com diagnóstico de asma grave controlada): 88 indivíduos; grupo caso 2 (com diagnóstico de asma grave parcialmente controlada): 107 indivíduos; grupo caso 3 (com diagnóstico de asma grave não controlada): 59 indivíduos. O diagnóstico de periodontite utilizado baseou-se na presença de quatro ou mais dentes com um ou mais sítios com profundidade de sondagem igual ou maior a 4 mm, nível de inserção clínica maior ou igual a 3 mm e sangramento à sondagem no mesmo sítio. O diagnóstico de asma, bem como sua classificação quanto ao nível de controle, foi obtido no prontuário médico dos pacientes avaliados no dia da coleta. Resultado: A frequência da periodontite foi de 46,6% no grupo com asma controlada, 60,7% naquele com asma parcialmente controlada, 59,3% no grupo com asma não controlada e de apenas 29,0% no grupo controle, observando uma diferença estatisticamente significante (p≤0,05) entre os grupos casos e controle. Conclusão: Os achados deste estudo, até o presente momento, sinalizam para uma associação positiva entre a periodontite e a asma grave.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/15740
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGORGSISTEM)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação_Final.pdf2.45 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA