DSpace

RI UFBA >
Escola de Teatro >
Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas (PPGAC) >
Dissertações de Mestrado (PPGAC) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/15739

Title: O TEATRO DO OPRIMIDO NO ENSINO DE TEATRO: Desconstruindo o sexismo linguístico com adolescentes
Authors: Jesus, Camila Bonifácio Santos de
???metadata.dc.contributor.advisor???: Mendonça, Célida Salume
Keywords: Ensino de teatro;Gênero;Sexismo linguístico;Sociedade
Issue Date: 29-Aug-2014
Abstract: No presente trabalho, investigo como conteúdo e forma linguística, trazidas cotidianamente de forma sexista, podem afirmar e reforçar atitudes preconceituosas e discriminatórias, podendo revelar, assim, relações opressoras. Para tanto, realizou-se uma prática teatral tendo o Teatro do Oprimido como principal base, através da utilização dos jogos, técnicas, estética e conceitos criados e/ou sistematizados por Augusto Boal, aliado a outras metodologias que corroboram com o trabalho. Uma tríade de estudos foi estabelecida envolvendo: teatro, linguagem e gênero, que pretende compreender, principalmente, de que maneira a juventude reflete diante do sexismo linguístico – existente ainda que de maneira ocultada na língua portuguesa –, e se de algum modo lhe causa opressões, podendo assim transformá-las, através da prática teatral, a fim de ressignificá-las. Através dessa pesquisa teórico-prática, na qual foi feito levantamento de material teórico, desenvolvimento metodológico para o desenvolvimento das aulas de teatro e reflexão e análise após o desenvolvimento prático realizado, foi possível estabelecer um diálogo com a tríade proposta, a fim de refletir sobre a maneira como estas questões se desenvolvem no processo educacional, bem como reverberam na sociedade. Com isso o trabalho traz um diálogo no intuito de desvendar como o ensino de Teatro pode, senão deve ser um ato sociopolítico na medida em que estamos vivendo experiências sensíveis entre seres humanos.
In the present work we investigated how content and linguistic form brought daily sexist way, can affirm and reinforce prejudice and discriminatory attitudes and can therefore reveal oppressive relations. To do so, we performed a theatrical practice with the Theatre of the Oppressed as a home base, through the use of games, techniques, aesthetics and concepts created and / or systematized by Augusto Boal, coupled with other methodologies corroborate the work. A triad of studies was established involving: theater, language and gender, which primarily aims to understand how youth reflect on the linguistic sexism – existing even so hidden in Portuguese – and if somehow causes him oppressions, may thus transform them through the theatrical practice offering new significance to them. Through this theoretical and practical research, which was done raising theoretical material, methodological development for the development of theater classes and reflection and analysis conducted after the practical development, it was possible to establish a dialogue with the proposed triad, in order to reflect on the way how these issues develop in the educational process and reverberate in society. With this work brings up a dialog in order to uncover how teaching theater can, but should be a sociopolitical act in that sense experiences are living among humans.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/15739
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGAC)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO-CAMILA BONIFÁCIO SANTOS DE JESUS.pdf5.02 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA