DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Medicina da Bahia >
Artigos Publicados em Periódicos (Medicina) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/15047

Title: Association between birth weight and cardiovascular risk factors in adolescents
Other Titles: Arquivos Brasileiros de Cardiologia
Authors: Sousa, Maria Amenaide Carvalho Alves de
Guimarães, Isabel Cristina Britto
Daltro, Carla Hilário da Cunha
Guimarães, Armênio Costa
Keywords: Peso ao nascer;Fatores de risco;Adolescente;Obesidade;Pressão arterial;Síndrome metabólica;Doenças cardiovasculares;Fatores de risco;Pressão arterial
Issue Date: 2013
Abstract: Fundamento: Peso ao nascer (PN) é um determinante de risco a médio e longo prazo de fatores de risco cardiovascular. Objetivo: Estudar a associação entre peso ao nascer e fatores de risco cardiovascular em adolescentes de Salvador. Métodos: Estudo de corte transversal com grupos de comparação por PN. Amostra composta de 250 adolescentes, classificados segundo IMC: normal alto (>p50 e <p85), sobrepeso (>p85 e<p95) e obesidade (>p95). As variáveis de risco para comparação foram: circunferência abdominal, pressão arterial, perfil lipídico, glicemia, insulina sérica, HOMA-RI e síndrome metabólica. Peso de nascimento foi informado pelos pais e classificado como baixo peso (PN < 2.500g), peso normal (2.500g<PN<4.000g) e alto peso (PN > 4.000g). Resultados: Cento e cinquenta e três (61,2%) meninas, idade 13,74 ± 2,03 anos, PN normal 80,8%, baixo PN 8,0% e alto PN 11,2%. Observou-se maior frequência de obesidade (42,9%, p=0,005), PAS e PAD elevadas (42,9%, p=0,000 e 35,7%, p=0,007, respectivamente) e síndrome metabólica (46,4%, p =0,002) no grupo com PN alto em relação ao PN normal. Indivíduos de alto PN apresentaram RP para PAS elevada 3,3(I.C. 95%, 1,7-6,4) e para obesidade 2,6 (I.C. 95%, 1,3-5,2) em relação aos com PN normal. A CA foi 83,3 ± 10,1 [p=0,038] nos adolescentes com alto PN. O perfil lipídico não mostrou diferenças estatisticamente significantes. Conclusão: Os dados sugerem que obesidade, PAS e PAD elevadas e síndrome metabólica na adolescência têm chance significativa de associar-se a alto peso no nascimento.
Description: p. 9-17
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/15047
ISSN: 0066-782X
Appears in Collections:Artigos Publicados em Periódicos (Medicina)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
10.5935-abc.20130114.pdf795 kBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA