DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Direito >
Programa de Pós-graduação em Direito (PPGD) >
Dissertações de Mestrado (PPGD) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/13866

Title: Discurso jurídico e teoria da sanção: legitimidade da punição estatal e justiça restaurativa.
Authors: Bandeira, Rafael Cruz
???metadata.dc.contributor.advisor???: Santana, Selma Pereira de
Keywords: Argumentação jurídica;Justiça restaurativa;Direito Penal
Issue Date: 25-Nov-2013
Abstract: A sanção é peça fundamental para o Direito realizar sua função de ordenar condutas e promover valores, visando proporcionar convivência pacífica e, com isso, estabilizar expectativas dos indivíduos nas relações sociais. Dessa forma, o uso de determinado tipo de sanção, sua intensidade e a seleção de condutas reprimidas ou estimuladas demonstram importantes escolhas do Estado e compõem rico material de estudo e análise para avaliar se este cumpre o papel que lhe cabe, de acordo com suas premissas de Estado de Direito numa Democracia Constitucional, pautada pelo respeito a direitos humanos e fundamentais. Para tal estudo foi escolhida a seara penal do Direito, onde o uso da sanção é mais sentido e objeto de maiores pesquisas, o que proporciona análise do discurso jurídico estatal e da efetiva realidade punitiva. A pesquisa desenvolveu-se através de pesquisas bibliográficas das teorias da sanção e do discurso, além de pesquisa jurídica e criminológica da punição, seus fundamentos e finalidades e sua abordagem atual do tema. Isto posto, considerando o paradigma pós-positivista e a busca das melhores soluções na fundamentação e aplicação do direito, chega-se à conclusão de que, no âmbito penal, há uma obrigação de usar arsenal mais diversificado e proporcional para lidar com conflitos sociais, a exemplo da Justiça Restaurativa. Além do que, para o Estado cumprir minimamente o que promete pelo seu discurso juridico-penal é fundamental uma mudança de direcionamento da sua política criminal com direito penal mínimo, programação de sanções pautada também pelos resultados obtidos na sua própria atuação penal efetiva, e a busca imediata de adequação de sua atuação criminal dentro da lei, constituição e respeito dos direitos fundamentais. Reclama-se atuação dos órgãos de controle, especialmente o judiciário, e atuação da sociedade como intérprete das normas e detentor do poder numa democracia com maior participação possível dos cidadãos e para esses.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/13866
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGD)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação- Rafael Cruz Bandeira - Discurso Jurídico e Teoria da Sanção.pdf2.93 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA