DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (FFCH) >
Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais (PPGCS) >
Dissertações de Mestrado (PPGCS) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/13697

Title: A modernização do Rio de Janeiro nas crônicas de Olavo Bilac (1890-1908)
Authors: Santana, João Rodrigo Araújo
???metadata.dc.contributor.advisor???: Alves, Paulo César Borges
Keywords: Sociologia Urbana;Rio de Janeiro;Modernização;Crônicas;Olavo Bilac;Sociabilidade
Issue Date: 18-Nov-2013
Abstract: O objetivo do presente trabalho é o de analisar o processo de modernização da cidade do Rio de Janeiro, entre os anos de 1890 a 1908. Esse fora um período muito importante para a transformação da cidade, pois compreende os anos da reforma urbana empreendida pelo prefeito Pereira Passos – de 1902 a 1906 – reforma essa que forjou um formato moderno de cidade, servindo de modelo a ser replicado por todo o país. Nesse sentido, duas preocupações centrais atravessam o presente trabalho. Primeiramente, tentarei analisar as formas de sociabilidade que são constituídas a partir da nova materialidade urbana inaugurada pelo prefeito Pereira Passos; e, em segundo lugar, buscarei identificar os valores sociais colocados em voga pelos portadores sociais da modernidade, estes imbuídos da missão de transformar o urbano e colocar o país nos trilhos dos novos tempos. Como material de análise utilizo as crônicas escritas por Olavo Bilac entre os anos de 1890 a 1908, publicadas em inúmeros jornais da época. A crônica revela sua importância para responder os objetivos elencados pois, em primeiro lugar, é um gênero que, na virada do século, tinha a cidade como foco privilegiado. Ademais, vale ressaltar que na entrada do século XX coube a classe intelectual a tarefa de conformar uma nova ordem de convívio urbano para a cidade do Rio de Janeiro. Eram os intelectuais os porta-vozes da modernidade, revelando em seus escritos uma intenção claramente pedagógica, de ditar para a sociedade regras relativas ao que se entendia por moderno, civilizado. The aim of this paperwork is to analyze the process of modernization of the city of Rio de Janeiro, between the years 1890-1908. This was a very important period for the transformation of the city, it includes the years of urban reform undertaken by the Mayor Pereira Passos - 1902 to 1906 - this reform a format that forged modern city, serving as a model to be replicated throughout the country. Accordingly, two central concerns span the present work. First of all,I will try to analyze the forms of sociability that are made from the new urban materiality launched by the Mayor Pereira Passos, and, secondly, I will seek to identify the social values placed into vogue by bearers of social modernity, those imbued with the mission of transforming the urban and put the country on track for new times. As a material for analysis I use the chronicles written by Olavo Bilac between the years 1890 to 1908, published in several newspapers on that time. The chronicle reveals its importance to meet the goals listed because, firstly, it is a genre that, at the turn of the century, the city had as privileged focus. Moreover, it is noteworthy that at the entrance of the twentieth century it was up to the task of the intellectual class shape a new order of urban life for the city of Rio de Janeiro. Intellectuals were the spokesmen of modernity, reveling in his writings a clear pedagogical intent, for society to dictate rules for what was understood by modern civilized.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/13697
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGCS)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO Joao R. A. Santana.pdf2.15 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA