DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (FFCH) >
Programa de Pós-Graduação em História (PPGH) >
Dissertações de Mestrado (PPGH) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/13684

Title: Viver por si: histórias de liberdade no agreste baiano oitocentista (Feira de Santana, 1850-1888)
Authors: Nascimento, Flaviane Ribeiro
???metadata.dc.contributor.advisor???: Albuquerque, Wlamyra Ribeiro de
Keywords: Feira de Santana;Carta de Alforria;Ação cível de liberdade;Liberdade;Últimas décadas da escravidão;Letter of manumission;Civil suit for freedom;Freedom;Last decades of slavery
Issue Date: 18-Nov-2013
Abstract: Este estudo tem como objetivo analisar projetos e experiências de liberdade na região de Feira de Santana das últimas décadas do escravismo. A questão que persigo nesta dissertação é quais expectativas e experiências de liberdade foram possíveis entre os anos de 1850 e 1888 por aqueles lados da Bahia. Analiso em que medida as formas de outorga da carta de alforria e o exercício da liberdade estavam firmemente imbricados no período. Trata-se de um estudo que avalia os significados e usos da carta de alforria dentro de uma determinada gramática da libertação e do domínio a partir de uma coleção documental ainda inédita. Ou seja, como as circunstâncias da manumissão, sua política e prática incidiram sobre experiências de liberdade vivenciadas e compartilhadas pelos egressos do cativeiro, notadamente nos anos que se seguiram às reformas do escravismo no Brasil. Para tanto foi necessário entender como os diferentes sujeitos envolvidos – libertandos, testemunhas, juízes e senhores - definiam o estado ou a condição de liberdade daqueles sujeitos em ações cíveis de liberdade levadas às barras do tribunal. Pretendi uma análise dos significados do viver por si, grifados na documentação cartorial e judiciária.This study aims to analyze projects and experiences of freedom in the area of Feira de Santana in final decades of slavery. The question that I chase in this dissertation is what expectations and experiences of freedom were possible between the years of 1850 and 1888 in those parts of Bahia. I analyze the extent to which the shapes of the grant of letter of manumission and the exercise of freedom were tightly interwoven in the period. This is a study that assesses the meanings and uses of the letter of manumission within a particular grammar of liberation and domination from a collection of documents still unpublished. That is, as the circumstances of manumission, its policy and practice focused on experiences of freedom experienced and shared by freedmen, especially in the years following the reforms of slavery in Brazil. Therefore it was necessary to understand how the different subjects involved - libertandos, witnesses, judges and slaveholders - defined the state or condition of freedom from those subject to civil lawsuits brought freedom to the bars of the court. Here I analyze the meanings of live by themselves, written in judicial and notarial documents.
URI: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/13684
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGH)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação-Flaviane Nascimento.pdf3.44 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA