DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Educação >
Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) >
Dissertações de Mestrado (PPGE) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/13016

Title: A percepção do papel do facilitador de processos grupais no curso para implantação das linhas do cuidado desenvolvido pela Escola de Saúde Pública e Diretoria de Atenção Básica do Estado da Bahia
Authors: Bahia, Sheila Virgínia de Almeida
???metadata.dc.contributor.advisor???: Gomes, Celma Borges
Keywords: Percepção;Facilitador de grupos;Relações interpessoais democráticas;Pessoal da área de saúde pública;Educação;Perception;Group facilitator;Interpersonal democratic
Issue Date: 2012
Abstract: Nosso estudo visa compreender a percepção dos educandos acerca do papel do facilitador de processos grupais exercido pelos Coordenadores de Núcleos Microrregionais no âmbito do Curso para a implantação das linhas do cuidado, realizados pelos órgãos da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia. O Curso utilizou um desenho organizacional com momentos presenciais nos núcleos microrregionais, momentos de práxis nos serviços e à distância, através de um ambiente virtual de aprendizagem específico. Os educandos coordenadores do Núcleo Microrregional exerceram papel de liderança fundamental nos momentos presenciais, enquanto facilitadores de grupos, fazendo uso de metodologias ativas. Buscamos caracterizar o perfil de educandos e destes facilitadores, bem como a relação entre ambos nos momentos presenciais do curso em questão, além de levantar a forma como foi compreendida a função e a atuação do facilitador. O trabalho de campo contou com uma pesquisa qualitativa e descritiva da qual participaram 16 educandos situados em 06 macrorregiões distintas. Os dados foram obtidos através da aplicação de um questionário à distância pela ferramenta limesurvey, em seguida foi realizada análise de conteúdo do material colhido, buscando interpretar os resultados à luz dos conceitos de grupo social e das questões relativas à dinâmica dos grupos, partindo da contribuição de Kurt Lewin, e da importância do papel do líder para a construção de relações interpessoais saudáveis que transcorram em climas sociais mais democráticos para a educação, partindo também da compreensão de Carl Rogers e Paulo Freire a fim de resgatar a perspectiva democrática e humanística necessárias nestas relações. Em suma, os educandos do Curso perceberam a atuação do Coordenador de Núcleo, enquanto facilitador de grupos, como sendo de característica democrática pela autenticidade de suas habilidades, suas atitudes e sua forma de ser, muito mais do que pelo seu saber meramente técnico. A atuação do líder desta forma favoreceu a predominância de uma atmosfera também democrática nas relações interpessoais, mesmo com traços comportamentais de liderança permissiva e também autoritária. O trabalho mostrou indicativos para as atuações dos educandos em processos educativos futuros (ou nos já existentes), onde apenas parte dos educandos considerou necessária uma autoanálise de suas limitações para avançarem na condução democrática dos grupos.
Description: 232 f.
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/13016
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (PPGE)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Sheila V. de Almeida Bahia.pdf2.61 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA