DSpace

RI UFBA >
Faculdade de Medicina da Bahia >
Pós-Graduação em Ciências da Saúde (POS_CIENCIAS_SAUDE) >
Dissertações de Mestrado (POSSAUDE) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/12994

Title: Associação entre as atividades instrumentais prévias e o desempenho funcional após acidente vascular cerebral
Authors: Monteiro, Maiana Dela Cela
???metadata.dc.contributor.advisor???: Oliveira Filho, Jamary
Pinto, Elen Betriz
Keywords: Acidente vascular cerebral;Atividades cotidianas;Prognóstico
Issue Date: 18-Sep-2013
Abstract: Introdução: As atividades desenvolvidas pelo indivíduo prévias ao acidente vascular cerebral (AVC) são apontadas como fatores que podem interferir na funcionalidade após morbidade. Segundo alguns autores, um estilo de vida ativo prévio, incluindo a atividade física e cognitiva, geraram um efeito protetor após AVC. Conhecer o desempenho funcional prévio dos indivíduos, numa fase inicial permite definir metas específicas e nortear a reabilitação precoce, visando um melhor prognóstico. Objetivo: Verificar a associação entre as atividades instrumentais prévias e o desempenho funcional após acidente vascular cerebral. Casuística e métodos: Trata-se de um estudo prospectivo, realizado em pacientes admitidos em um hospital público, Salvador- Ba, com diagnóstico de primeiro AVC, independente funcional prévio. Os participantes foram primeiramente analisados no período da admissão hospitalar, onde foi aplicado o Índice de Atividade Frenchay (FAI), o Índice de Barthel Modificado (IBM), a escala de avaliação da gravidade do AVC (NIHSS) e um questionário clínico e sociodemográfico. No período da alta hospitalar e após 6 meses foi aplicado, por telefone, IBM e o EuroQol-5 dimensões (EQ-5D). Após análise univariada pelos testes t de Student, Mann Whitney U, Qui-quadrado e Exato de Fisher, e considerando os dados presentes na literatura, foram incluídas as variáveis em um modelo multivariado de regressão logística para avaliação dos preditores de dependência funcional (IBM < 46) e qualidade de vida comprometida (EQ-5D < 0,78) após 6 meses. O escore do FAI, como principal variável independente do estudo, foi incluída em dois modelos de análise multivariada, o primeiro avaliando o FAI como variável contínua e o segundo avaliando como variável categórica (FAI < 18 ou >=18). Resultados: Foram analisados 141 pacientes, com idade média de 56,2 ± 17,1 anos, sendo 61,7% do gênero feminino. A comorbidade mais prevalente foi hipertensão arterial (80,4%), seguida de doenças cardíacas (17,0%), o qual 8% destes apresentavam fibrilação atrial (FA). Pode-se verificar que os pacientes com o FAI < 18, quando comparados com pacientes com FAI ≥ 18, apresentaram maior idade (p= 0,039), menor percentual de gênero feminino (p= 0,001), AVC mais grave (p= 0,022), menor hábito de leitura (p= 0,025) e após 6 meses eram mais dependentes, tanto para as AVDs básicas avaliada pelo IBM (p < 0,001), quanto para AIVDs, avaliada pelo FAI (p < 0,001). Foi encontrada uma correlação positiva entre o FAI e a capacidade funcional da admissão hospitalar (IBM) (r 0,24; p= 0,011) e uma correlação negativa entre o FAI e a gravidade do AVC (r - 0,22; p= 0,017). Foram selecionadas as variáveis idade, gênero, gravidade do AVC (NIHSS), capacidade funcional da admissão hospitalar (IBM) e FAI prévia como preditores da capacidade funcional e qualidade de vida após 6 meses. Quando analisados no modelo multivariado de regressão logística, o FAI prévia foi significativa nos dois modelos propostos, no modelo 1 (p= 0,013) e no modelo 2 (p= 0,041), o IBM da admissão foi preditor apenas no modelo 2 (p < 0,001), que considera o FAI com ponto de corte < 18. Para a qualidade de vida foram significativos no modelo multivariado o gênero e a gravidade do AVC (NIHSS). Conclusão: Este estudo demonstrou que as atividades instrumentais de vida diária prévias são preditoras na capacidade funcional após AVC.
URI: http://www.repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/12994
Appears in Collections:Dissertações de Mestrado (POSSAUDE)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertação_Med_ Maiana Dela Cela Monteiro.pdf2.48 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

    Universidade Federal da Bahia

Contate-nos. Saiba mais sobre o RI/UFBA